Mito da caverna - republica de platao - fichamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1274 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHAMENTO Platão. “A República” de Platão. 6º Edição, Editora Atena, 1956, p.287-291.

1 – RESUMO O texto se da em um dialogo entre Sócrates e Glauco, onde Sócrates através da ferramenta da imaginação, cria uma situação que se refere a alguns homens encerrados em uma caverna desde sua infância, estes homens tem o pescoço e as pernas presas de modo com que estejam imóveis, sendo assim sóconseguem visualizar o que esta em sua fronte. Atrás destes homens presos, a uma certa distância e altura, há fogo, que a eles ilumina. Entre o fogo e as cadeias, um árduo caminho, e ao fim deste, um pequeno muro. Acima deste muro os homens se passam figuras e objetos, talhados em pedras ou em madeira, esses, que trocam objetos, dialogam, os demais, permanecem em silêncio. Como estão em situação que nãopodem se mover, podem ver de si mesmos, dos companheiros e dos objetos apenas as sombras, projetadas à claridade do fogo. Aos objetos que vêem dão nomes que a eles representam. No fundo desta caverna, um eco lhes repete as palavras dos que por ali passam. Como estes homens estão encerrados na caverna desde suas infâncias é de se imaginar que não acreditavam que existisse nada real, ou verdadeirofora das figuras que desfilaram. 2 – CITAÇÕES E se o arrancassem dali à força e o fizessem subir o caminho rude e íngreme, e não o deixassem fugir antes de o arrastarem até à luz do Sol, não seria natural que ele sofresse e zangasse, por ser assim arrastado, e, depois de chegar à luz, com os olhos deslumbrados, nem sequer pudesse ver nada daquilo que agora dizemos serem os verdadeiros objetos?Livro 515 a – e Precisava de se habituar, julgo eu, se quisesse ver o mundo superior. Em primeiro lugar, olharia mais facilmente para as sombras, depois disso, para as imagens dos homens e dos outros objetos, refletidas na água, e, por último, para os próprios objetos. A partir de então, seria capaz de contemplar o que há no céu, e o próprio céu, durante a noite, olhando para a luz das estrelas e daLua, mais facilmente do que se fosse o Sol e o seu brilho de dia. Livro 516 a – e Pode muito bem ser uma daquelas ciências que procuramos, e que conduzem naturalmente à inteligência, mas de que ninguém se serve corretamente, apesar de ela nos elevar perfeitamente até ao Ser. Livro 523 a – e A libertação das algemas e o voltar-se das sombras para as figurinhas e para a luz e a ascensão da cavernapara o Sol, uma vez lá chegados, a incapacidade que ainda têm de olhar para os animais e plantas e para a luz do Sol, mas, por outro lado, o poder contemplar reflexos divinos na água e sombras, de coisas reais, e não, como anteriormente, sombras das imagens lançadas por uma luz que é, ela mesmo, apenas uma imagem, comparada com o Sol – são esses os efeitos produzidos por todo este estudo dasciências que analisamos; elevam a parte mais nobre da alma à contemplação da visão do mais excelente dos seres, tal como há pouco a parte mais clarividente do corpo se elevava à contemplação do objeto mais brilhante na região do corpóreo e do visível. Livro 532 a – e 3 - ANÁLISE CRITICA

O mito da Caverna de Platão vive profundamente dentro de cada ser humano, inconscientemente ou até consciente ,afoga desejos e/ou necessidades essências a sua vida que podemos falar que seja um desejo da alma ou um desejo nato da criatura humana, aqui podemos falar em felicidade como sendo da alma e o desejo de ser um bom profissional e ter uma vida regalada, oriunda desse trabalho. Nesse mundo , ambos os desejos , podem vir a ser uma graça ou uma desgraça, dependendo como será vivido na sociedade pois daforma como mundo vem evoluindo cientificamente , materialmente, psicologicamente, sentimentalmente...porem aos que estão submersos na Caverna é um tanto difícil e porque não dizer impossível de enxergar e de explicar e compreender. Estão submersos por informações oriundas desse mundo que não tem força e nem coragem e não tem direção de quebrar as forças que estão por trás dessas informações, essas...
tracking img