Misto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1015 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Proteínas- 4 kcal/g

Andrieli Botton
Nutricionista

• As proteínas são as moléculas orgânicas mais
abundantes e importantes nas células e
perfazem 50% ou mais de seu peso seco.

• Todas contêm carbono, hidrogênio, nitrogênio
e oxigênio, e quase todas contêm enxofre.
Algumas proteínas contêm elementos
adicionais, particularmente fósforo, ferro,
zinco e cobre.

PRINCIPAIS FUNÇÕESDAS PROTEÍNAS
•Crescimento e reparação tecidual – componentes
de todas as células, como por exemplo, as
proteínas do músculo contrátil. Elas podem ser
consideradas a base estrutural do tecido
muscular.
• Transporte de substâncias
(transportam triglicerídeos)



lipoproteínas

• Regulação
metabólica

forma
hormônios (insulina), anticorpos.
• Contração muscular

• Produção deenergia**

enzimas,

• As proteínas são compostas por muitas
subunidades pequenas denominadas
aminoácidos (Aa). Pelo menos 20 tipos
diferentes de Aa são necessários para que o
corpo forme vários tecidos, enzimas, proteínas
plasmáticas, etc...

• Sendo que 9 Aa denominados essenciais, não
podem ser sintetizados pelo corpo e, por esta
razão devem ser consumidos em alimentos.

Aminoácidos – Os aminoácidos, também denominados de peptídeos,

representam a menor unidade na constituição de uma proteína.
 Estruturalmente são formados por um grupamento carboxila (COOH),

um grupamento amina (NH2) e radical que determina um dos vinte tipos
de aminoácidos.

Os alimentos com quantidades adequadas dos
nove aminoácidos essenciais responsáveis pela
vida, são chamados deproteínas completas ou
de alto valor biológico, enquanto os que
apresentam deficiência de um ou mais

aminoácidos essenciais são chamados de
proteínas incompletas ou de baixo valor
biológico.

Origem animal

Origem vegetal

Leite

Arroz

Carnes

Peixes

Leguminosas

Pães

Ovos
Queijos

Frutas secas

Os Aas podem ser classificados em: Essências e não- essenciaisEssenciais: Triptofano, lisina, treonina, valina, leucina,

isoleucina, fenilalanina, metionina e histidina
Não essenciais: Glicina, alanina, cisteína, tirosina,
prolina, glutamato, arginina, serina, asparagina,
glutamina, aspartato

Peptídeo: Nome dado ao polímero curto de aminoácidos, unidos por ligações
pepetídicas e são classificados pelo número de aminoácidos na cadeia:

Dipeptídeo:

Umamolécula

contendo

2

aminoácidos.

Tripeptídeo:

Uma

molécula

contendo

3

aminoácidos.

Polipeptídeos:

Uma

macromolécula

contendo

muitos

aminoácidos.

Proteínas: Uma macromolécula de massa molecular elevada, consistindo de uma
ou mais cadeias polipetídicas. Uma proteína é um conjunto de 100 ou mais
aminoácidos

Balanço Proteico
No jejum (estadopós-absortivo)= Balanço Negativo.
Após refeição com proteína (estado pós- prandial)= Balanço
Positivo.

Depois do exercício em jejum= Aumento da síntese, porém o
balanço permanece negativo pelo aumento da degradação.
Se houver ingestão de Aa ou proteína pós-exercício= balanço
positivo pelo aumento da síntese e/ou diminuição da
degradação (pode durar + de 48 horas)

Ciclo da Alamina(neoglicogenese)

•A alanina liberada pelos músculos ativos é transportada até o fígado, onde é
desaminada (processo onde se retira da molécula o nitrogênio, restando o
esqueleto de carbono).

• O esqueleto de carbono restante é transformado em glicose e a seguir, é
lançado no sangue e transportado até os músculos ativos.

Ciclo da Alamina (neoglicogenese)

• Os fragmentos de carbonoprovenientes dos aminoácidos que
formam a alanina podem ser oxidados, a seguir, para a obtenção de
energia dentro da célula muscular específica.

• Após 4 horas de exercício contínuo, a produção hepática de
glicose derivada da alanina pode ser responsável por 45% da glicose

total liberada pelo fígado. A energia derivada desse ciclo pode
atender de 10 a 15% da necessidade total do exercício....
tracking img