Minha alfabetizaçao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (569 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Comecei a estudar em 1976, na primeira série do primeiro grau, na época o antigo primário, na Escola Adventista em Curitiba , no Paraná aos seis anos de idade. Lembro-me que fui alfabetizada coma cartilha “Barquinho Amarelo' e a professora Inês, complementava as leituras com outro livro com os mesmos personagens da cartilha citada. Nesse livro a professora liberava uma história por vez eprendia as outras páginas com clipes gigantes. Não podíamos tira-los. Era angustiante não saber o que havia na próxima página. Criava muita expectativa, mas, ao mesmo tempo freava meu aprendizado, comose eu fosse proibida de ir além daquilo que a professora havia estabelecido ou planejado. Lembro da história e dos desenhos até hoje. Líamos as letras e fazíamos exercícios iguais a cada introdução.Havia provas de leitura que consistia num cartaz silábico ou pequenos textos que continham palavras com as sílabas já estudadas.
Recordo ainda que, até que chegasse a minha vez, eu lia o texto,silenciosamente, dezenas de vezes, morrendo de medo de que quando tivesse que ler, errasse alguma palavra; medo que carrego ate hoje de ler em publico. Alunos que não faziam o tema ou cometiam algumaoutra infração, ficavam de castigo, sem poder ir para o recreio. A alfabetização se deu de forma tradicional. Fui alfabetizada com método da silabação. Este método é muito criticado porque os professoresfazem os alunos decorarem letras e sílabas sem a menor relação com a realidade. Comigo não foi assim! Minha professora costumava associar letras, sílabas e palavras às histórias infantis que elacontava com muito entusiasmo. A maioria das vezes essas histórias eram inventadas naquele momento. As crianças achavam graça porque quase nunca aquelas historietas tinham um fim determinado, mas oimportante é que sempre entendíamos o sentido da junção de cada letra ou conjunto de letras.
Contudo, como tudo no mundo a alfabetização não é estática, não é possível ensinar e aprender hoje, num mundo...
tracking img