Millet

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (425 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo


Jean-François Millet, (4 de Outubro de 1814 – 20 de Janeiro de 1875)

Jean-François Millet, pintor francês realista do século XIX, criou em suas obras várias representações davida no campo. Recebeu suas primeiras aulas de pintura em 1834, com o restratista Paul Dumouchel, no começo ele pintava principalmente retratos,trabalhando com tinta óleo, creiom e pastel ,emboratenha poduzido nus e cenas pastoris;
Em 1849, Millet se mudou para barbizon, região à qual foi associado e onde desenvolveu seu estilo maduro.Ele se dedicou a cenas rurais enfatizando a vida durados trabalhadores e,depois, paisagens combinando os elementos do classicismo italiano com a estrutura realista, elogiado pelos socialista mas severamente críticado pelos setores mais conservadoresda sociedade francesa.

Principais Obras
O semeador (1850)


[pic]

Na tela, procurando mostrar o homem simples, o pintor representou uma
figura grandiosa de intensa dignidade, contra avastidão do campo. Esta solução compositiva que procurava o contraste entre figuras monumentais em grande plano com um fundo imenso.








As Respigadeiras (1857)
[pic]
Millet representoucom enorme grandeza de dignidade os camponeses trabalhando no seio de uma natureza muito distinta daquela que tinham representado os românticos. É uma natureza austera e severa, habitada por pessoasresignadas e humildes cuja existência não podem mudar. Porém, mais do que um severo retrato da vida rural, esta obra eleva cenas de um impiedoso sofrimento a um heroísmo quase épico, transformando avida doa camponeses em atos de nobreza e coragem num flagrante realismo

O Angelus (1857)
[pic]
A obra Ângelus é o quadro mais famoso do pintor francês Jean François Millet e o que melhor exprimeseu compromisso com o realismo. Millet mostra dois camponeses orando, dando graças a Deus pela colheita obtida através do suor e do esforço de muitos dias. É uma obra do ano de 1859 e hoje integra o...
tracking img