Milho no estado de sergipe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1636 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A expansão do milho no semi-árido sergipano, com aumento de produção da ordem de 867% nos últimos anos (2003-2010), tem sido efusivamente comemorada, como um salto de modernidade. Segundo dados do IBGE, este incremento resultou, em parte, do aumento na área colhida (132%), mas, principalmente, de expressivos ganhos de produtividade, que passaram de 1.100 para 4.123 kg/ha,transformando o milho na principal cultura anual do Estado.
Os produtores de milho, inclusive os familiares, passaram a ser simplesmente contratantes de um pacote tecnológico de serviços mecanizados, com uso intensivo de agroquímicos. Para a tomada de decisão quanto à época de plantio, é importante conhecer os fatores de riscos, que tendem a ser minimizados quanto maior eficiente for o planejamento dasatividades relacionadas à produção. O agricultor tem que estar consciente de que a chance de seu sucesso deve-se a seu planejamento, e que este depende de vários elementos, dentre eles os riscos climáticos a que está sujeito, principalmente quando se trata de uma região Semi-Árida onde esses riscos aumentam, sendo esse o principal problema na produção, a seca, fator de maior relevância para aprodução do milho na região, uma vez que sem a concentração de chuva adequada não se tem êxito na produção. Pode-se notar o crescente aumento da produção do milho no estado de Sergipe.(anexo 1)
O estudo foi realizado na propriedade do Senhor Carlos, com cerca de 6 hectares voltados à cultura do milho para a obtenção de silagem, rolão e grãos para alimentação animal. Localizada no povoado Cabeça do Boi2, distante cerca de 25 km do município de Nossa Senhora da Glória, no semi-árido Sergipano.
A época de plantio de milho está relacionada à época das chuvas no sertão e ocorrem, geralmente, entre os meses de março e agosto, embora esse ano(2012) a maioria dos produtores não obtiveram êxito na produção por conseqüência da falta de chuva, que foi o caso do entrevistado, o Senhor Carlos . Napropriedade observada utiliza-se o plantio convencional, com a utilização de sementes híbridas, uso de maquinário, fertilização mineral e utilização de herbicidas e pesticidas.

Metodologia

O trabalho realizado no Povoado Cabeça do Boi 2, distante cerca de 25 km do município de Nossa Senhora da Glória, procura mostrar como é realizado, quais as técnicas utilizadas e toda a forma de produção eutilização da cultura do milho no Semi-Árido de Nossa Senhora da Glória observando a realidade do produtor do sertão sergipano, através de entrevistas e visitas à propriedade, observando e colhendo informações sobre toda a produção.
As informações foram colhidas através de conversas informais com o produtor e com a filha dele. O principal objetivo do trabalho é tomar conhecimento de todo o fluxo deprodução e utilização do milho e as dificuldades na produção.

Resultados e Discussões
Observa-se no Sertão Sergipano que, geralmente, o agricultor foca em uma produção elevada sem a preocupação de como se alcançar uma produção mais elevada levando em consideração a sustentabilidade. Com a “modernização tecnológica” os agrigultores vêem abandonando cultivos consorciados e o uso da traçãoanimal, trocando pela tratorização pesada terceirizada, com o uso de grades aradoras, aumentando excessivamente a movimentação do/e sobre o solo, desestruturando-o e aumentando os processos erosivos, sem qualquer preocupação com práticas conservacionistas. Para dar conta dos tratos culturais aumentados em decorrência da maior área plantada, incorpora-se o uso descontrolado de herbicidas de alto poderresidual, que, ao final da safra, expõe o solo nu, sem estoque de carbono e biologicamente empobrecido, à insolação intensa nos longos períodos de estiagem que caracterizam a região. Nota-se também a escassez de informação de como se ter uma propriedade produtiva e sustentável.
A cultura do milho é predominante em toda a extensão do Sertão Sergipano, em especial em Nossa Senhora da Glória, uma...
tracking img