Miguel reale

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2148 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
REALE, Miguel. Filosofia do Direito, Trad. ....., 19ªed., 3ª tiragem, São Paulo: Editora Abril, 2002, p.187-214
Tópico 02
O texto trata da diferenciação entre o mundo do ser e do dever ser, dessa forma fazendo distinção entre o que são valores sociais e os bens palpáveis de valor econômico aferível, no que tange ao valor deste, segundo o autor não é passível de mensuração econômica ou socialdado sua característica atemporal e a-espacial, ou seja, os valores para Reale, não são passiveis de qualquer quantificação, pois valem enquanto valores que são.
Os valores são comparáveis ao ser, o ser é valer, tendo em vista que ser e valer são duas categorias fundamentais, ou vê-se as coisas enquanto são ou enquanto valem e porque valem devem ser. A distinção entre ser e dever ser é antiga,mas segundo o texto passa a ter mais valor a partir da obra de Kant, Crítica da Razão Pura, onde se estabelece de maneira clara a real distinção entre estas categorias.
O valor e sempre bipolar visto que a um valor sempre se contrapõem um desvalor, dessa forma sempre que existir um valor de belo a ele se contrapõe o feio, ao certo o errado e assim por diante. Por conseguinte o direito tem comouma de suas definições o zelo pelos valores considerados como bons pela sociedade punindo os que ofendem ao bem valorado pelo meio social.
O valor exige uma tomada de posição por parte do homem, visto que os valores o são porque valem algo para alguém, tendo sempre um sentido apontando para determinado fim, sendo assim são também determinantes de conduta, pois mostram o sentindo em que o homemdeve caminhar e com os valores que elegemos e majoramos como vetores as nossas vidas. Só o ser humano é capaz de valorar, e somente através do homem a realidade axiológica é possível.
Toda sociedade obedece a uma tábua de valores a variar de acordo com a fisionomia da época, aqui a outra característica dos valores, sua possibilidade de graduação hierárquica, embora seja incomensurável o valorpode, de acordo com o meio, ser graduado de acordo com a importância maior ou menor para a época em que se encontra. A ordenação do valioso não se dá de forma absoluta variando com os fluxos temporais, o que atualmente é definido como mais valioso pode não ser nas próximas gerações e ou voltar a ser o que já não e tão relevante.
Os valores evoluem com o homem, não deriva da vontade.
Osvalores integram o mundo do dever ser, das normas ideais segundo as quais se realiza a existência humana, se refletindo em atos e obras, em formas de comportamento e em realizações de civilizações e de culturas, ou seja, em bens que representam o objeto das ciências culturais.
Um mesmo fato no meio social pode ser valorado de formas diferentes de acordo com a perspectiva do agente que dela tomaconhecimento, nesse sentido o texto exemplifica com um homicídio, dele tomam conhecimento o sociólogo, psicólogo, delegado, ministério publico e advogado, todos com visão diferente quanto ao mesmo fato. Cada um analisa de forma diversa, seja examinando a patologia da pessoa, seja estudando objetivamente de acordo com o meio social. Os três últimos, entretanto, devem analisar de acordo com o dever sera real implicação do fato. O jurista cuida da aplicabilidade do mundo do dever ser no mundo do ser que é quando o tipificado ocorre no mundo das coisas.
Nesse mesmo exemplo do homicídio se afere uma questão; apesar de algo como crime ocorrer (ser) não significa que ele deva ser, muito pelo contrário, muitas vezes o dever ser é o oposto do ser. Os valores aqui estão para diferenciar o que é doque deve ser.
Valores são ideais descobertos por ele no decorrer da história, com a sua evolução. Ele transcende, inova, muda o mundo do ser de acordo com a sua forma de viver. Os valores não são estáticos, eles mudam de acordo com a historia, na medida da mudança do próprio homem.
A realidade está ligada aos valores de forma que a historia precisa de valor para ter sentido, do contrário...
tracking img