Microfisica do poder

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (268 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Microfísica do Poder – Sobre a justiça popular
Para a melhor elucidação do contexto da teoria de Foucault em relação a justiça popular, devemos formular primeiramente avisão emblemática do autor em relação à justiça ao todo.
Para Foucault, a principal função de justiça, nada mais é do que um meio de poder, um instrumento de coerção, ou um meiode lutar contra essa coerção, assim como em todos os aspectos dos estudos de Foucault, a justiça é também é tida como uma forma de poder.
Foucault declarava claramente queconsiderava a justiça popular, como um ato autentico, porém em um debate em 1971 entre Foucault e ativistas maoístas, o autor colocou em questão a justiça popular realizadaatravés do tribunal popular, o que para Foucault, seria uma grande contradição.
Citando o tribunal popular formado por lideres da revolução Francesa, Victor, um ativistamaoísta, tenta desmistificar essa contradição apontada por Foucault. Porém Foucault ressalva que uma vez que a classe oprimida toma o poder de julgar, ela se torna tão opressoraquanto à anterior, para ele, a classe oprimida não inicia uma guerra contra a classe opressora porque considera justa tal guerra, mas porque ela que finalmente tomar o poder.Essa é a crítica mais emblemática de Foucault sobre os tribunais populares.
Durante seus estudos, Foucault concluí e quebra o paradigma, até então levado como verdadeiro ecientífico, de que o ser humano nasce com a noção de natureza, por esse motivo, Foucault não se propõe a traçar um modelo de justiça, pois acredita que o conceito de justiça, nãoseja inerente ao homem, não faz parte de sua essência.
Voltando um pouco ao tribunal popular, Foucault faz uma analogia eficaz para ilustrar a sua crítica à essa prática.
tracking img