Microeconomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3746 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Microeconomia

Bibliografia: Introdução à Economia – Mankiw – Editora Thomson
Objetivo: apresentar os conceitos básicos e o método de análise em
Economia, de modo a capacitar o aluno a entender os principais processos
econômicos e as soluções de mercado.
Ementa:
- Conceitos iniciais
- Teoria do Consumidor:
Restrição orçamentária;
Preferências;
Equilíbrio;
Mudanças do equilíbrio;Curva de demanda e seus deslocamentos por mudanças da renda e
dos outros preços;
Elasticidades e relações com a receita total.
- Teoria da Firma e Custos:
Produtividade media e marginal;
Estrutura de custos de curto e longo prazos;
- Mercados Concorrenciais:
Maximização do lucro e a curva de oferta da firma e da industria;
- Interação entre oferta e demanda de mercado:
Avaliação de ganhos eperdas da sociedade com a imposição de
impostos e tabelamento de preços.
Eficiência
- Poder de mercado das firmas:
Monopólio
Oligopólio
Concorrência Perfeita

Capítulo 1 – Princípios de Economia

1.1 Definições
“Economia é o estudo de como a sociedade administra seus recursos
escassos1.”
N. Gregory Mankiw

1.2 Origem da palavra:
O termo economia vem do grego oikos (casa) e nomos(costume ou
lei) ou também gerir, administrar – daí “regras da casa” (lar) e “administração
da casa”.
1.3 Como as pessoas tomam decisões
1.3.1 – Tradeoffs – em economia, tradeoff é uma expressão que define uma
situação de escolha conflitante, isto é, quando uma ação econômica que visa
à resolução de determinado problema acarreta, inevitavelmente outro. Para
conseguirmos algo que queremos,geralmente precisamos abrir mão de outra
coisa de que gostamos.
1.3.2 – “Custo de oportunidade de um item é aquilo de que você abre mão
para obtê-lo”. (Mankiw, 2005).
“O custo de oportunidade de qualquer escolha é o valor da melhor
alternativa sacrificada quando da prática de um ato.”(Hall e Lieberman, 2003).
1.3.2.1 – Custo de oportunidade e Sociedade
Para um indivíduo, o custo deoportunidade decorre da escassez de
tempo ou dinheiro. Para a sociedade como um todo, o custo de oportunidade
nasce de uma fonte completamente diferente: a escassez dos recursos
sociais. Nosso desejo por bens é ilimitado, mas temos uma quantidade
limitada de recursos para produzi-los. Portanto, toda produção traz consigo
um custo de oportunidade. Para produzir maior quantidade de uma coisa, asociedade precisa retirar recursos da produção de outra coisa.
1

Escassez significa que a sociedade tem recursos limitados, portanto, não pode produzir todos os

bens e serviços que as pessoas desejam ter.

2

1.3.3 – Mudanças marginais – pequenos ajustes incrementais a um plano de
ação existente. Ex.: se cursar um quatro anos de graduação, o aluno obterá o
diploma de administrador,entretanto, se cursar um ano a mais obterá
também o título de contador.
1.3.4 – As pessoas reagem a incentivos – as decisões são tomadas em
função da comparação de custos e benefícios. Ex.: um imposto sobre a
gasolina pode ser um incentivo para que as pessoas optem por usar carros
menores com menor consumo, ou por transporte público.

1.4 Como as pessoas interagem
1.4.1 – O comércio pode serbom para todos – o comércio permite que as
pessoas se especializem naquilo que fazem melhor e desfrutem de uma
maior variedade de bens e serviços.
1.4.2 – Economia de mercado – uma economia que aloca recursos por meio
das decisões descentralizadas de muitas empresas e famílias quando estas
interagem no mercado de bens e serviços.
1.4.3 – Falha de mercado – os economistas usam a expressãofalha de
mercado para se referir a uma situação em que o mercado, por si só, não
consegue produzir uma alocação eficiente de recursos.
- Uma possível causa é a externalidade - o impacto das ações de uma
pessoa sobre o bem-estar dos que estão próximos. Ex.: poluição.
- Outra causa possível é o poder de mercado – refere-se à capacidade
de uma pessoa (ou pequeno grupo de pessoas) influenciar...
tracking img