Microbiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 194 (48284 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Microbiologia - II


Módulo - III





















Sumário





Morfologia e
Estrutura da
Célula Bacteriana

FORMA E ARRANJO


As bactérias de interesse médico podem apresentar formas esféricas ou comumente chamadas cocos,cilíndricas ou bacilos e de espiral (fig. 2.1). Os cocos são redondos, mas podem ser ovais, alongados ou achatados em uma das extremidades. Quando as bactérias em forma de cocos se dividem, as células podem permanecer unidas umas às outras, surgindo em decorrência cocos aos pares (diplococos), cadeias (estreptococos), cachos (estafilococos) (fig. 2.2. Menos freqüentes são aqueles cocos quese dividem em dois planos sou três planos permanecem unidos em grupos cúbicos de oito indivíduos (sarcina).
Os bacilos, ao contrário dos cocos, só se dividem no plano sobre seu eixo menor de tal forma, que são poucos os arranjos ou agrupamentos: os diplococos aparecem aos pares e estreptobacilos ocorrem em cadeias. Alguns bacilos assemelham-se a lanças,outros têm extremidades arredondadas ou então retas. Alguns bacilos assemelham-se tanto aos cocos que são chamados cocobacilos. Lembramos, porém que a maior parte dos bacilos apresentam-se como bacilos isolados. O termo bacilo significa determinada forma e o termo Bacillus significa um gênero que tem esta forma. Neste caso, é escrito com letra maiúscula e em itálico, ex: Bacillussubtilis, onde Bacillus é o gênero e subtilis é a espécie. Bactéria espiraladas podem ter uma ou mais espirais. Quando têm o corpo rígido e são como vírgulas, são chamadas vibriões, e espirilos, quando têm a forma de saca-rolhas. Há ainda um grupo de organismos espiralados, mas de corpo flexível – os espiroquetas (fig 2.1). A forma das bactérias é uma característica genética egeralmente as bactérias são monomórficas, isto é mantêm uma única forma. Entretanto, algumas condições ambientais e de cultivo podem fazer com que os organismos apresentam formas ou arranjos diferentes. Alguns poucos microorganismos são pleomorfos. Uma vez que os microrganismos são
transparentes, é freqüente o uso de corantes para melhor visualização da forma e do tipo de arranjo.Os métodos de coloração mais empregados em bacteriologia médica são os Gram e de Ziehl-Neelsen. O termo Gram, vem do nome de Christian Gram, pesquisador dinamarquês que, em 1884, desenvolveu, de maneira empírica, o método de coloração que passou a ter o seu nome e que permite dividir as bactérias em dois grandes grupos: Gram-positivos e Gram-negativos. O método, ou técnica deGram, consiste, essencialmente, no tratamento sucessivo de um esfregaço bacteriano, fixado pelo calor, com os seguintes reagentes: cristal violeta, lugol, álcool e fucsina. Todas as bactérias, sejam Gram-positivas ou Gram-negativas, absorvem de maneira idêntica ou cristal violeta e o lugol, adquirimdo a cor roxa devido ao complexo formado pelas duas substâncias no citoplasma de célula.Entretanto ao serem tratadas pelo álcool, apresentam comportamento diferente, isto é, as Gram-positivas não se deixam descorar pelo álcool, enquanto as Gram-negativas o fazem, sem Qualquer dificuldade. Obviamente, as bactérias Gram-positivas mantêm a cor roxa do complexo cristal violeta-lugol, e as Gram-negativas, que o perderam, tornam-se descoradas. Ao receber a fucsina, somente as últimasbactérias se deixam corar, adquirindo a cor avermelhada do corante. Assim, quando se examina ao microscópio um esfregaço bacteriano corado pelo método de Gram, as bactérias Gram-positivas se apresentam de cor roxa e as Gram-negativas, de cor avermelhada.
ESTRUTURAS BACTERIANAS E SUAS FUNÇÕES


As células bacterianas apresentam várias estruturas algumas das quais estão...
tracking img