Microbiologia e parasitologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3006 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho de Biologia


*Leishmaniose

*Malária

*Toxoplasmose


-------> Leishmaniose
O que é?

A leishmaniose é uma doença crônica, de manifestação cutânea ou visceral, causada por protozoários flagelados do gênero Leishmania, da família dos Trypanosomatidae. O calazar (leishmaniose visceral) e a úlcera de Bauru (leishmaniose tegumentar americana)são formas da doença.
No início do século XX, o médico paraense, Gaspar Viana, iniciou estudos sobre a leishmaniose. A doença também pode afetar o cão ou a raposa, que são considerados os reservatórios da doença, conforme referido pelo médico sanitarista Thomaz Corrêa Aragão, em 1954.

Tipos:

Leishmaniose visceral

Leishmaniose visceral, também conhecida como calazar e febrenegra, é a forma mais severa de leishmaniose. É o segundo maior assassino parasitário no mundo, depois da malária, responsável de uma estimativa de 60 000 que morrem da doença cada ano entre milhões de infecções mundiais. O parasita migra para os órgãos viscerais como fígado, baço e medula óssea e, se deixado sem tratamento, quase sempre resultará na morte do anfitrião mamífero.

Leishmaniosecutânea

Leishmaniose cutânea é a forma mais comum de leishmaniose. É uma infecção de pele causada por um parasita unicelular pelo que é transmitida pelas picadas da mosca de areia. Há aproximadamente 20 espécies de Leishmania que podem causar leishmanioses cutâneas

Leishmaniose mucocutânea

Leishmaniose mucocutânea é a mais temida forma de leishmaniose cutânea porque produz o lesõesdestrutivas, assim desfigurando a face. É causada frequentemente por Leishmania (Viannia) braziliensis, mas são descritos raramente casos provocados por L. aethiopica.
Agente Etiológico
* Protozoário: Leishmaniabraziliensis
* Reino: Protista
* Sub-Reino: Protozoa
* Filo: Sarcomastigophora
* Sub-Filo: Mastigophora
* Classe: Zoomastigophorea
* Ordem: Kinetoplastida
* Família:Tripanosomatidae
* Gênero: Leishmania

As leishmania são protozoários parasitas de células fagocitárias de mamíferos, especialmente de macrófagos. São capazes de resistir à destruição após a fagocitose. As formas promastigotas (infecciosas) são alongadas e possuem um flagelo locomotor anterior, que utilizam nas fases extracelulares do seu ciclo de vida. O amastigota (intra-celular) não temflagelo.
Há cerca de 30 espécies patogênicas para o ser humano (CDC). As mais importantes são:

* As espécies L. donovani, L. infantuminfantum, e L. infantumchagasi que podem produzir a leishmaniose visceral, mas, em casos leves, apenas manifestações cutâneas.
* As espécies L. major, L. tropica, L. aethiopica, L. mexicana, L. braziliensis, L. amazonensis e L. peruviana que produzem aleishmaniose cutânea ou a mais grave, mucocutânea.
Transmissão
É transmitida ao homem pela picada de mosquitosflebotomíneos, que compreendem o gênero Lutzomyia (chamados de "mosquito palha" ou birigui) e Phlebotomus. Humanos e outros animais infectados são considerados reservatórios da doença, uma vez que o mosquito, ao sugar o sangue destes, pode transmiti-lo a outros indivíduos ao picá-los. Porserem muito pequenos, estes mosquitos são capazes de atravessar mosquiteiros e telas. São mais comumente encontrados em locais úmidos, escuros e com muitas plantas.

Sintomas
O parasita migra para os órgãos viscerais como fígado, baço e medula óssea. Os Sinais e sintomas incluem febre, perda de peso, anemia e inchaço significativo do fígado e baço.
Na leishmaniose visceral humana, os sintomasmais típicos são febre e o aumento do baço, ou esplenomegalia, sendo observado também por vezes aumento do fígado ou hepatomegalia e o escurecimento da pele.
A leishmaniose cutânea tem uma incubação de algumas semanas a alguns meses, após o que surgem sintomas como pápulas ulcerantes extremamente irritantes nas zonas picadas pelo mosquito, que progridem para crostas com líquido seroso. Há...
tracking img