Microalgas para combustivel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1167 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Microalgas para combustível
Aline Mendes, Fernanda Chiavenato, Hebert Alegria e Herik Coelho

INTRODUÇÃO:
Atualmente, em todo o cenário mundial, é tendência ascendente a busca por melhores tecnologias que consigam promover biocombustíveis cada vez melhores e capazes de, em um futuro próximo, substituir o consumo exagerado de combustíveis e outros derivados fósseis. Essa busca, que trazconsigo um olhar mais atento a respeito do futuro climático, sustentável e energético mundial, visa inovar todo o setor energético selecionando e melhorando candidatos que possam vir a assumir o posto que hoje é ocupado pelo Petróleo. Dentro desse cenário uma forte candidata vem ganhando destaque ao longo dos últimos anos, a microalga mostra-se hoje com um grande potencial voltado a viabilidade demercado tendo em vista todo o seu poder produtivo. Diferente das outras matérias-primas a microalga detém condições particulares mais favoráveis de área e material de cultivo, coleta, implantação, produtividade e potencial de aproveitamento. Começando pelo cultivo sua área pode ser extremamente vasta podendo variar de biorreatores no interior de construções a lagoas e mares a céu aberto deixando assimo uso de terras agricultáveis voltado ao mercado alimentício, o que não ocorre com o cultivo de cana que visa à produção de etanol ou com a soja e o milho que viram biocombustíveis, além de possuir uma base de cultivo simples praticamente composta de gás carbônico, água e luz. A produtividade é o aspecto mais forte dessa variedade, a microalga é um ser vivo muito simples com imensa capacidade dereprodução, segundo o gerente de programas do NPDEAS da UFPR Prof. André Bellin Mariano afirmou em entrevista extraoficial que chegou a conseguir dobrar a biomassa de um tanque de algas em apenas algumas horas. E com toda essa biomassa adquirida há prospecção de que se possa extrair até 70% de óleo.
A importância de projetos como esse é evidente, realidades como mudanças climáticas acentuadas,efeito estufa e catástrofes ambientais estão diretamente ligados à emissão de gases poluentes na atmosfera dos quais o gás carbônico se mostra o maior vilão. Para servir de parâmetro, segundo a AIE – Agência Internacional de Energia – no ano de 2011 foram emitidas 31,6 bilhões de toneladas de CO2 na atmosfera somente pela queima de combustíveis fósseis, a maior já registrada, isso representa cerca de¼ de toda emissão global. Levando em conta os dados levantados a situação é crítica e, portanto remete a procura de uma solução para acabar ou ao menos amenizar de forma considerável esse quadro que vai de contra partida a atual politica de reciclagem e sustentabilidade que vivemos nos dias de hoje.
Trabalhando em cima de possibilidades, por exemplo, se viermos a substituir uma parcelaconsiderável da frota atual de automóveis que circula num país como o Brasil pelo combustível proveniente das algas, que não depende de safra e pode ser trabalhado continuamente de modo a produzir óleo durante o ano todo, traria impactos significativos economicamente e os reajustes dos preços devido às más safras ou baixa produtividade ficariam no passado. Além do mesmo poder impulsionar um mercado novo eforte que geraria empregos e enriqueceria o país.
De modo geral, diante desse cenário promissor, esse artigo trabalhará com o conhecimento generalizado e descritivo do processo de produção e obtenção desse novo tipo de alternativa energética, a alga, e assim demonstrará sua eficácia e seu potencial em comparação aos demais biocombustíveis.

MATERIAIS E MÉTODOS:
Tendo esse objetivo em vista,foi realizada uma pesquisa bibliográfica e de campo a respeito do processo de produção e obtenção de biocombustíveis a partir das microalgas de modo a comprovar a eficácia deste se comparado aos combustíveis de origem fóssil. Essa pesquisa apontou o NPDEAS, um departamento de pesquisas localizado no campus Politécnico da Universidade Federal do Paraná, como um polo avançado de experimentos dentro...
tracking img