Micro e pequenas empresas de moda em minas gerais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1009 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Daiana da Silva[1]
Karina Hostins

ANDRADE, M. E. A. A informação e o campo das micro e pequenas indústrias da moda em Minas Gerais: a entrada no campo da indústria da moda. Perspectivas em ciência da informação, Belo Horizonte, v. 7, n. 1, p. 39 – 48, jan./jun.2002.

A informação e o campo das micro e pequenas indústrias da moda em Minas Gerais: a entrada no campo da indústria da moda é umartigo escrito pela doutora Maria Eugênia Albino Andrade que apresenta e analisa os resultados de uma pesquisa realizada em Minas Gerais sobre a criação de micro e pequenas empresas da indústria da moda.
A pesquisa foi realizada na Região Sudeste, dando ênfase ao estado de Minas Gerais, por concentrar o maior número de indústria do ramo do vestuário no país. As micro e pequenas indústrias –MPIs – influenciam na política, economia e na sociedade do país, assim impulsionando interesse pelo assunto para estudo. Para isso foram entrevistadas 14 micro e pequenas indústrias que produzem roupas femininas. A autora inicia abordando o fato de a indústria da moda ser efêmera e possuir peculiaridades de determinadas regiões, assim o produto das MPIs muda de acordo com a época e local em que éproduzido. Ela afirma que a roupa, por ser um bem econômico e simbólico, carrega informações sociais, econômicas, gerenciais e do campo da moda. Portanto essas informações estão presentes desde a ideia do surgimento de uma micro e pequena industria até o seu consagramento. O estudo feito analisa o uso destas informações durante o desenvolvimento da micro e pequena empresa e o seu envolvimento noprocesso de legalização, comentados detalhadamente no artigo.
A doutora especifica que o estudo realizado teve como objetivo analisar o ciclo das informações pelas micro e pequenas empresas produtoras de moda em constante mudança. Para o feito adotou como análise a noção de campo social de Bourdieu. O campo é o espaço onde há o embate de atores por posições que caracterizam o campo em questão, epara conseguirem utilizam seus capitais: escolar, econômico, político, etc.
O artigo divide-se em duas seções e duas subseções. Primeiramente a autora relata que a maioria das micro e pequenas empresas iniciam suas atividades de maneira informal devido ao auto custo do processo de legalização. Outro motivo apontado é a incerteza dos empreendedores, estes não sabem se o pequeno negócio irá tersucesso, e o desmonte de uma firma custa caro, de três a dez mil reais, podendo demorar até três anos. Na segunda parte ela descreve o inicio das quatorze MPIs pesquisadas. Na maioria delas os proprietários possuíam experiência anterior no ramo da moda. Mas a doutora aponta que este conhecimento e a legalização do empreendimento não estão inter-relacionados. A legalização depende do desenrolardo tempo e do desejo dos micro empresários de se manterem ativos. Contudo a entrada no ramo da moda ocorre por motivos diversos. As duas MPIs com mais tempo de atuação iniciaram nos anos de 1970, quando a moda mineira começa a se profissionalizar e a tornar-se mais exigente e diferenciada. Nessa época, firma-se como foco da moda de Belo Horizonte, a região de Savassi. Onde as duas microe pequenas empresas em questão abrem boutiques e firmam-se na indústria da moda com o crescimento delas. Período esse em que muitos outros investidores começaram produzindo roupas artesanais, incentivados também pelo estilo hippie, auge da década. A professora explica que com o crescimento das indústrias do vestuário o surgimento de novas micro e pequenas empresas aumentaconsideravelmente, pelo fato de haverem poucas barreiras para o seu início. Também é uma boa oportunidade de contribuir para o orçamento doméstico, sem ter vivenciado alguma experiência anterior, e ela afirma que para iniciar uma MPI não necessita de um investimento muito alto. Porém, essas micro e pequenas empresas se deparam com um mercado altamente competitivo, repleto de tecnologias e inovações. Portanto...
tracking img