Micoses couro cabeludo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1037 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
|MICOSE DO COURO CABELUDO (TINEA CAPITIS)


Sinonímia: tinha dos cabelos ou tinea capitis.

Tinha do couro cabeludo ou tinea capitis é infecção da pele e pêlos do couro cabeludo causada por dermatófitos dos gêneros Microsporum e Trychophyton. É micose superficial de distribuição universal,com predileção por regiões tropicais e subtropicais, constituindo um problema de saúde pública em alguns países.
A prevalência dos dermatófitos é variável nas diversas regiões do mundo e dentro de um mesmo país, devido a fatores como clima, condições sócio-econômicas e higiênicas da população, urbanização, sistema imunológico do hospedeiro, características fúngicas e ações terapêuticas. A tinea capitis causada pelo Microsporum canis é mais frequente no Norte da África, Europa, Ásia e Brasil (Região Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Goiânia) e o Trichophyton tonsurans nos Estados Unidos da América, Caribe, América Central, Austrália e Brasil (regiões Norte e Nordeste, DF e Paraná).
Acomete frequentemente crianças menores de 10 anos de idade durante a vida escolar, devido àfalta de ácidos graxos para proteger o seu couro cabeludo. Os ácidos graxos são produzidos apenas na vida adulta e tornam o couro cabeludo de uma pessoa adulta mais resistente a este tipo de infecção. É mais frequente em meninos do que em meninas, porque os meninos têm cabelo curto e o couro cabeludo fica mais suscetível a proliferação dos fungos.






|CLASSIFICAÇÃO|



Caracteriza-se por comprometer os cabelos através de uma invasão fúngica (dermatófitos) que pode ser na superfície externa dos pêlos, chamada de ectotrix, ou no interior do pêlo, chamado de endotrix, ou ainda mista, ecto-endotrix. Cada fungo é responsável por um quadro clínico diferente.Quando temos uma placa sem pêlos (alopecica) bem definida, com eritema, descamação e restos de cabelos comprometidos, é chamada de tinha tonsurante, sendo causada por fungos dos gêneros Trichophyton, caracterizada por áreas múltiplas e pequenas, e Microsporum, caracterizada por um menor número de áreas e com comprometimento mais intenso.

A outra manifestação possível é a da tinha favosa, que érara, ocorre em forma de microendemias e tem como agente o Trichophyton schoenlenii. A aparência clínica é de pequenas crateras ao redor do óstio folicular, como pequenos escudos (escútulas). Diferente da outra tinha este tipo é crônico e não melhora na puberdade, provocando lesões atróficas definitivas.

Outra ocorrência possível é a infecção causada por fungos zoofílicos ou geofílicos queprovoca no hospedeiro humano uma reação inflamatória maior, resultando em placa elevada, única, bem delimitada, dolorosa, inflamada, com pústulas e microabscessos, chamada de quérion celsi.




|SINTOMAS |

Os sintomas podem incluir uma descamação difusa e pruriginosa (quecoça) do couro cabeludo que se assemelha à caspa; áreas de perda de cabelo que coçam e descamam, de forma arredondada; micose em pontos-pretos na qual tocos de cabelos quebrados formam um padrão pontilhado no couro cabeludo; ou ainda o Kérion, uma mancha nodular grosseira de pele inflamada que pode drenar pus.


|DIAGNÓSTICO|

Micológico direto: clareiam-se os fios infectados com hidróxido de potássio e se observa ao microscópio óptico comum esporos dentro ou fora da haste capilar.

Cultura: quando o micológico não for suficiente para a elucidação, pode-se lançar mão da cultura em meio de Sabouraud, em que cada subtipo terá características especiais.

Lâmpada de...
tracking img