Micologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1508 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de janeiro de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
Micologia

a) Estrutura geral dos fungos.
Seres eucariontes com um só núcleo
b) Estrutura da célula fúngica.
Originam-se de uma única célula ou de fragmentos da hifa, e estas unidades apresentam estruturas variadas;
Parede – estrutura rígida que protege a célula, composta, de modo geral, por glicanas, mananas e, em menor quantidade, por quitina, proteína e lipídio;
Membrana citoplasmática– atua como barreira semipermeável.
c) Morfologia
1) Colônias leveduriformes – pastosas ou cremosas e caracterizam o grupo das leveduras.
As leveduras são microrganismos unicelulares, a própria célula cumpre as funções vegetativas e reprodutivas;
2) Colônias filamentosas – bolores que podem ser algodonosos, aveludados, com os mais variados tipos de pigmentação.
Os bolores são constituídos,por elementos em forma de tubos (hifas) que podem ser continuas, não septadas ou cenocíticas e septadas;
O conjunto de hifas dá-se o nome de micélio – que se desenvolve no interior do substrato, funcionando também como elemento de sustentação e de absorção de nutrientes é o micélio vegetativo. O micélio que se projeta na superfície e cresce acima do meio de cultivo é o micélio aéreo. Quando oaéreo se diferencia para sustentar os corpos de frutificação, constitui o micélio reprodutivo.
d) Reprodução
Blastoconídeo são comuns nas leveduras e originam-se por brotamento da célula mãe. Em algumas espécies de leveduras, os blastoconídeos permanecem ligados à célula mãe, formando a pseudo-hifa, cujo conjunto é o pseudomicélio;
Os artroconídeos são formados por fragmentação das hifas emelementos retangulares;
Clamidoconídeos são células geralmente arredondadas;
Os conídeos podem ser hialinos ou pigmentados;
As hifas especiais que originam os conídeos são chamadas de conidióforos (podem ser ramificados ou não).
e) Crescimento e nutrição
O fenômeno de variação morfológica mais importante é o dismorfismo fúngico, que se expressa por um crescimento mecelial entre 22°C e 28°C (M –Mould) e leveduriformes entre 33°C e 37°C (Y – Yeast);
pH ideal – 5 a 7;
Leveduras não toleram pH alcalino;
Fungos filamentosos – 1,5 a 11.



Micoses superficiais da pele

1) Pitiríase versicolor
Ag. Etiológico – Malassezia furfur;
Geralmente assintomático, caracterizada por lesão hipo ou hiperpigmentadas, lesão descamativa;
Conhecida como micose de praia;
Interfere na produção demelanina.

Diagnostico laboratorial
a) exame direto – raspado da lesão com KOH a 20% + tinta Parker (azul permanente);
Achado de células leveduriformes isoladas ou agrupadas sob a forma de cachos, com hifas curtas.
b) Meio de cultura – pela natureza lipofílica do fungo, normalmente se junta azeite de oliva ao meio.

Tratamento
Shampoo a base de sulfeto de selênio;
Hipossulfito de sódio.2) Tinea negra
Ag. Etiológico – Phaeoannelomyces werneckii
Assintomática, de localização preferencialmente nas palmas das mãos ou nas plantas nos pés. Pode ocorrer em outras áreas;
Aparecimento de manchas escuras, marrom ou negra.

Diagnostico laboratorial
a) Exame direto – raspado da lesão
Achado de células leveduriformes com divisão em seu interior.
b) Cultura – AgarSabouraud
Cultura – Agar Mycosil

Tratamento
Iodo
Substancias químicas que tem como características lesionas a queratina.
Micoses superficiais do pêlo

3) Piedra Branca
Ag. Etiológico – Trichosporum beigelii
Presença de nódulos claros (branco-amarelado) pouco aderente ao pêlo, pouco denso, aspecto amolecido;
Facilmente removível;
Acomete pêlos escrotais e pubianos, raramente nos pêlos dabarba, bigode, axila e cabelos.

Diagnostico laboratorial
Exame direto – pêlo infectado

Tratamento
Remoção do pêlo e higienização.










4) Piedra negra
Ag. Etiológico – Piedraria hortae
Nódulos são de cor escura, muito duro;
Aderidos aos pêlos;
Acometem somente os cabelos

Diagnostico laboratorial
a) Exame direto – pêlo infectado clarificado com KOH a 20%
b) Meio de...
tracking img