Meu trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (353 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SP: contra drogas, Russomano quer trabalho conjunto com igrejas
20 de agosto de 2012 • 12h31 • atualizado às 13h16

Reduzir
Normal
Aumentar
Imprimir

NotíciaFotos

Além das propostas para o trânsito, Russomanno afirmou que pretende mudar a gestão na Saúde, que classificou como falha. Foto: Bruno Santos/Terra

Além das propostas para o trânsito,Russomanno afirmou que pretende mudar a gestão na Saúde, que classificou como falha
Foto: Bruno Santos/Terra

O candidato a prefeito de São Paulo, Celso Russomano, propôs nesta segunda-feira, ementrevista exclusiva ao Terra, um trabalho conjunto com as igrejas para o combate às drogas. "volto à questão das igrejas que são importantes para tirar as pessoas das drogas. É muito mais fácil tirar umapessoa das drogas quando tem uma religião, independente da religião. Vamos trabalhar em conjunto com as igrejas", disse ele.

O candidato enfatizou que importante unir as áreas da saúde e sociaispara que o combate seja eficiente. Além disso, é importante, segundo ele, acabar com o fornecimento das substâncias ilícitas. "Quando você pega quem está fornecendo, você não tem consumidor", afirmou.Contra a legalização das drogas, Russomano disse que a medida coloca o "crime organizado dentro do País". "Não conheço um país no mundo que liberou as drogas e teve sucesso. Se a droga fosse boa, aspessoas não estariam na situação que estão". Sobre Portugal, que adotou a medida, Russomano afirmou que um país com 5 milhões de habitantes e "com nível cultural diferenciado" não seria comparação. "Euainda acredito que não vai dar certo", comentou sobre o país europeu.

Segurança Russomano propôs a regularização dos camelôs para que a Guarda Civil Metropolitana possa se ocupar com o querealmente importa: "ir atrás de bandido". "Vamos organizar como temos a feirinha da madrugada", explicou.

Além disso, para o combate à violência, quer mais fiscalização: "vamos monitorar as ruas com...
tracking img