Metodos de custeio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1498 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
|
Métodos de custeio&Conceito e tipos de custos |
|
|
|
|

I. INTRODUÇÃO
A valorização do stock final é de grande importância para apurar o resultado de uma empresa, uma vez que determina o custo das mercadorias vendidas e matérias consumidas.
Por outro lado todas as empresas precisam decidir se deve manter uma posição sempre actualizada dos seus stock, ou se a apurarásomente no final do exercício.
Surgem então duas decisões que devem ser tomadas:
* Quando apurar o valor das existências?
* E como atribuir valor as existências?
Relativamente a como apurar valores das existências pode ser feita de duas formas:
II. SISTEMA DE INVENTÁRIO PERMANENTE
Dentro desse sistema, a organização mantém um controlo contínuo sobre as entradas e saídas dasexistências (em quantidades e valores), de forma a qualquer momento poder dispor da posição actualizada das existências e dos custos de mercadorias vendidas e matérias consumidas.
Este sistema permite facilmente evitar que haja falta de existências ou compras em excesso.
Basicamente permite apurar e contabilizar o custo das mercadorias vendidas e matérias consumidas logo após a realização da venda ou doconsumo.

III. SISTEMA DE INVENTÁRIO INTERMITENTE
Neste sistema a organização regista todas as suas compras durante o exercício, em uma conta cumulativa, não apurando ou contabilizando o custo das existências vendidas e matérias consumidas após cada venda ou consumo. No final de cada exercício é feito um inventário físico para apurar a existência final.
Em resumo, o custo das mercadoriasvendidas e matérias consumidas = EI (Existências Inicial) + C ( Compras) +- Regularização – EF (Existências Final).
Supondo uma organização com uma existência inicial de 8 000 contos em 2010 e que tenha efectuado compras durante o exercício no valor de 98 000 contos e tenha apurado através de um inventário físico uma existência final de 25 000 contos, o Custo das Existências Vendidas e MatériasConsumidas é de:
CMVMC = 8 000 + 98 000 – 25 000 = 81 000 contos.
A principal desvantagem do Sistema de Inventário Intermitente é que apenas esporadicamente a administração da empresa fica conhecendo o lucro ou prejuízo, nas ocasiões em que o Custo das Mercadorias Vendidas e Matérias Consumidas é apurado, já no Sistema de Inventários Permanentes a evolução do resultado da empresa pode ser acompanhadaem bases mensais, permitindo decisões de natureza correctiva e em tempo hábil.

IV. MÉTODOS DE CUSTEIO
Dentro do Sistema de Inventário Permanente existem diversos métodos para determinar o valor das existências, bem como o custo das existências vendidas e matérias consumidas. Os principais são:
* Custo específico ou identificado
* FIFO ( First in First Out)
* LIFO (Last in FirstOut)
* Custo Médio Ponderado

a) CUSTO ESPECÍFICO OU IDENTIFICADO
É um procedimento adequado apenas para as organizações que trabalham com existências de preço elevado e de pouca rotação, como por exemplo tractores, que permite a identificação de cada unidade em existência com o seu respectivo custo.
b) FIFO ( FIRST IN FIRST OUT)
Este método consiste e utilizar o custo unitário dascompras efectuadas primeiro para valorizar as quantidades vendidas e, dessa fora obter o custo das existências vendidas e matérias consumidas.
Ou seja, o primeiro a entrar é o primeiro a sair.
Exemplo: A existência inicial do produto – Esferográficas de uma organização em 01/05/2011 era de 8 unidades, das quais 3 foram adquiridas em 25/04/11 e 5 em 28/04/2011, ao preço unitário de 100$00 e105$00, respectivamente.
As compras e vendas efectuadas durante o mês de Maio foram:

Aplicando o método de custeio FIFO, o controlo das existências deveria ser feito como se segue:

Como podemos verificar no exemplo acima os produtos que entraram primeiro são os primeiros a sair.
Convém sublinhar que a coluna de entrada fornece o total das compras, enquanto que, a coluna de saídas nos...
tracking img