Metodos de bh

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1278 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Marx discordava da visão positivista sobre a desigualdade social. Explique.

No positivismo os conflitos entre trabalhadores e empresários são fenômenos marginais, imperfeições da sociedade industrial cuja correção é relativamente fácil, para Marx esse conflito entre os operários e os empresários era empregar o vocabulário marxista entre o proletariado e os capitalistas são os fatosmais importantes da sociedade moderna, o que revela a natureza essencial dessas sociedades ao mesmo tempo permitir prever o desenvolvimento histórico.

2. A história de todo a sociedade até nossos dias é a história da luta de classe. Explique a frase de Marx.
A história humana se caracteriza pela luta de grupos humanos que chamemos de classe social, definição que por enquanto permaneceequivoca, pois de um lado a de comportar o antagonismo dos opressores e dos oprimidos e por outro lado de atender a uma polarização. Se toda a sociedade se encontrar sempre em constante oposição, travam uma luta sem trégua, que terminara sempre por uma transformação revolucionária de toda sociedade, ou então pelas ruínas das diversas classes.
3. Discuta as duas contradições da sociedadecapitalista.
Na Sociedade Capitalista apresenta duas formas de contradição. Na primeira contradição é entre as forças produtivas e a relação de produção. A burguesia cria incessantemente meios de produção mais poderosos. As relações de produção ao que parecem ao mesmo tempo as relações de propriedades e as distribuições de renda, não se transformam no mesmo o ritmo. As forças produtivas estão sempreà frente das relações de produção. A pessoa que trabalha dentro dessas relações produtivas não tem relação com o produto. Para um produto chegar até uma pessoa existe essa relação de produção. O sistema capitalista á capas de produzir cada vez mais. A despeito desse aumento das riquezas a miséria continua sendo da maioria. Nasce daí a Segunda Contradição, a que existe entre o aumento das riquezas ea miséria crescente da maioria. Dessa contradição saíra uma crise revolucionária por um grupo que já se estende pela maioria da população, se constituirá numa unidade social que aspira á tomada do poder e a transformação das relações sociais. O caráter contraditório do capitalismo se manifesta no fato de que o crescimento dos meios de produção, em vez se e traduzir pela elevação do nível de vidados trabalhadores, leva a um duplo processo de proletarização e pauperização.
4. “A Burguesia não pode existir sem transformar constantemente o instrumento de produção”. Disserte sobre isso.

A burguesia não pode existir sem revolucionar constantemente os instrumentos de produção, pois ela precisa implantar-se por toda parte, par dar saída aos seus produtos. E esse modo de produção daburguesia se dá através da força de produção. O modo de produção envolve a burguesia que é dona dos meios de produção e os proletários são aqueles destituídos dos meios de produção. O que difere essa diferença á a exploração do trabalho, pois o proletário vende seu trabalho e a sociedade vive dessa principal força de produção (exploração). Os burgueses sempre vão precisar da força do homem, mesmo comtoda a tecnologia robótica.

5. No livro '' Construção a Crítica Da Economia Política'', Rey Mond encontra sete ideias fundamentais do pensamento Marxista. Explique as ideias 1, 3,4.
1. Os homens vendem sua força de trabalho. A sociedade vive da principal força de produção, que é a exploração. Ao explorar o trabalho o dono dos meios de produção o remunera sempre vai precisar dessa força dohomem mesmo coma tecnologia robótica
3. O trabalho é o motor que move a história e quanto maior a tensão maior é a força, maior são as manifestações do estado. O Estado é responsável para controlar essas instituições. Quanto maior a exploração maior o capital do estado.
4. OS proletariados concentra toda a irracionalidade da sociedade sua emancipação é equivalente à emancipação da sociedade em...
tracking img