Metodologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2590 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GÊNEROS TEXTUAIS E O DISCURSO DAS CHARGES: UM CAMPO FÉRTIL DE INTERTEXTUALIDADE.

Everton Pereira Santos[1]


Resumo
Este artigo apresentará um estudo sobre os gêneros textuais e a maneira como eles podem ser trabalhados na sala de aula.
Trazendo a visão de estudiosos da Lingüística, a exemplo de Mikhail Bakhtin, Luis Antônio Marcuschi e Ingedore Koch, será observada a forma comocada autor define e classifica os gêneros textuais e, posteriormente, será abordada a maneira como a charge pode ser utilizada na sala de aula, como forma de os alunos e professores trabalharem a linguagem prazerosamente e criarem um senso crítico a respeito dos temas que cada charge apresenta.
Esta abordagem sobre o discurso das charges contará com o apoio do estudo feito por Tânia MariaAugusto Pereira e Rozinaldo Antonio Miani, que apresentam a charge desde o seu aparecimento, até a evolução e uso dela como forma de se trabalhar a linguagem através do discurso intertextual.


Introdução
A humanidade não pára de evoluir. E com sua evolução, evolui também a linguagem por ela usada; tanto a linguagem oral quanto a escrita. Os gêneros textuais, utilizados nos mais diversosambientes lingüísticos, retratam de forma ideal a evolução da linguagem.
O avanço da tecnologia permite o surgimento de novos gêneros textuais, a adaptação de alguns e a evolução de muitos outros. A charge, que se faz presente desde o início do século XIX, é um gênero textual fértil em intertextualidade, pois permite ao leitor fazer inferências entre o dito e o não-dito no texto.
Posta nasala de aula, a charge ajuda a subsidiar a competência argumentativa dos alunos a partir de relações lógico-discursivas e críticas sociais trazidas à tona por ela. A charge se apresenta apenas como caricaturas e, em algumas vezes, caricaturas aliadas às falas das personagens, por isso o aluno deve estabelecer as relações entre a arte da charge e a experiência de mundo próprio. A charge, pelo fatode provocar o humor, promove uma atividade prazerosa para alunos e professores.

Gêneros textuais
Gêneros textuais são as diversidades de textos que encontramos em diversos ambientes de discurso na sociedade. Vários fatores sócio-culturais ajudam a identificar os gêneros, assim como a definir que tipo de gênero deve ser usado no momento mais adequado à situação, seja na oralidade, seja naescrita.
Serão citadas a seguir as considerações feitas por três especialistas no assunto. Luiz Antônio Marcuschi, Ingedore Grinfield Villaça Koch e Mikhail Bakhtin.

Gêneros textuais segundo Marcuschi
Marcuschi situa os gêneros textuais histórico-socialmente e observa que povos de cultura essencialmente oral desenvolveram um conjunto limitado de gêneros. Hoje em dia, com o uso do computadorpessoal e da Internet, presencia-se uma explosão de novos gêneros.
É importante observar que o surgimento de novos gêneros textuais nada mais é que uma adaptação dos gêneros já existentes às tecnologias encontradas atualmente. O e-mail troca mensagens eletrônicas, mas as cartas já trocavam mensagens antes, só que utilizando um meio diferente. Esse fato nos leva a outra observação. Adepender de onde o texto é inserido, ele será um ou outro gênero textual. Como vimos no caso da mensagem que, se enviada de forma eletrônica ou se enviada de forma usual, escrita em uma folha de papel, será e-mail ou carta. Outro exemplo é o scrap – uma evolução digital do bilhete – e a charge animada – versão digital da charge, que será abordada posteriormente.
Marcuschi faz a definição degênero e tipo textual mostrando a diferença e exemplificando os gêneros e os tipos textuais.
“Usamos a expressão tipo textual para designar uma espécie de construção teórica definida pela natureza lingüística de sua composição (aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais, relações lógicas). Em geral, os tipos textuais abrangem cerca de maia dúzia de categorias...
tracking img