Metodologia de autoavaliação institucional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1994 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O processo de criação e desenvolvimento do ensino superior em Angola, começou a 21 de Abril de 1962, com a aprovação do projecto de Diploma Legislativo n.º 3 235, pelo Conselho Legislativo de Angola, que instituía os Centros de Estudos Universitários, junto dos Institutos de Investigação e do Laboratório de Engenharia de Angola. Passados que são 41 anos, Angola dispõe de quatro prestigiadasUniversidades: Universidade Agostinho Neto, Universidade Católica, Universidade Jean Piaget e Universidade Lusíada.
PROCESSO HISTÓRICO
O século XX foi caracterizado pela divisão do mundo em dois blocos políticos antagónicos, legitimados por dois sistemas ideológicos opostos. O sistema capitalista e o sistema socialista. Ao analisarmos os factos históricos e as justificações políticas que levaram àcriação das Universidades em Angola, constatamos que esse processo obedeceu, também, às lógicas e contradições dos dois sistemas ideológicos.
O processo histórico de Angola dos últimos 50 anos foi configurado por três formas de Governo e por três sistemas político-partidários. Na verdade, Angola já conheceu três formas de Governo diferentes. Uma forma de Governo fascista, que correspondeu aoperíodo colonial do Estado Novo dos governos de Oliveira Salazar e de Marcelo Caetano, e que terminou a 11 de Novembro de 1975 com a proclamação da independência de Angola. Uma forma de Governo leninista, sob as Presidências de Agostinho Neto (1975-1979) e de José Eduardo dos Santos, que vigorou de 1975 até 1992, e a sua forma actual de Governo representativo, que foi estabelecida a partir de 1992. Estaforma de Governo sob a liderança do Presidente da República José Eduardo dos Santos, é a consequência directa da realização das primeiras eleições democráticas e corresponde ao período de implantação da democracia representativa.
Relativamente ao exercício do poder político, Angola também conheceu nos últimos 50 anos, três sistemas político-partidários. Durante o período do Estado Novo, quecorrespondeu ao regime capitalista corporativo colonial português, predominou o sistema de partido único dominado pela União Nacional, um partido português de inspiração fascista. Entre 1975 e 1992, como consequência do processo de luta de libertação e da violenta descolonização, imperou o regime socialista e o sistema de partido único, dirigido pelo MPLA-PT de inspiração marxista-leninista. A partirde 1992, o MPLA-PT, abandonou o regime socialista e implantou o sistema multipartidário imperfeito de partido dominante, permitindo-lhe, assim, formar uma coligação governamental assimétrica com a UNITA, reflectida no Governo de Unidade e Reconstrução Nacional (GURN). Esta mudança de sistema político implicou a implantação do regime capitalista de economia de mercado.

CONTEXTO POLÍTICO DOS ANOS60 E 70
Como sabemos, os anos 60 foram marcados pela descolonização de África. A maior parte dos países africanos obtiveram, assim, a sua independência da França e da Inglaterra. No entanto, o Governo de Portugal, dirigido por Oliveira Salazar, não embarcou nesta nova ordem mundial nem aceitou os novos ventos da história africana, recusando-se a negociar e a conceder a independência às colóniasportuguesas de África. Como resposta, os movimentos nacionalistas lançaram-se na luta armada de libertação nacional, levando o pânico e a insegurança às antigas colónias, e obrigando o Governo português a reagir brutalmente pela via militar. Angola era considerada, por Portugal, a sua “jóia da coroa”, devido às suas imensas riquezas naturais e às enormes potencialidades daí recorrentes. Por essefacto, foi defendida por meios militares, policiais e de propaganda anti-guerrilha, altamente sofisticados e modernos.
Ao mesmo tempo que o Governo de Portugal mobilizava o seu exército para a guerra de Angola, lançaram-se novos planos de desenvolvimento económico e social que favoreceram a integração das populações autóctones no sistema capitalista colonial e atenuou a influência da propaganda...
tracking img