Metodo fenomenologico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1407 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Antes de começar falar sobre a fenomenologia, deve-se fazer um breve apanhado da vida e obra do idealizador de tal movimento. Edmundo Husserl (1859/1938) filósofo alemão nascido em Prossnitz e de família judaica. Estudou matemática em Berlim, onde foi premiado por uma tese sobre o calculo das variações, tentou buscar respostas na psicologia para poder encontrar respostas, acerca do que é onumero e o que o constitui. Desde então descobriu que a psicologia não podia lhe ajudar na questão da resposta, a psicologia era uma área complexa e nova, e estava com dificuldade de se alicerçar como ciência, Husserl descobre na psicologia o conceito para a filosofia fenomenológica, e o conceito de intencionalidade da consciência. Foi professor em Gottingen em 1901 e Freiburg em 1916. Husserl morreuem 1938, onde deixou um grande acervo de suas obras, que foi publicado em 1950 e são elas: A crise das ciências Europeias e a Fenomenologia Transcendental obras escritas em 1935-1936, obras salvas graças ao padre Hermann Van Breda. Outros de seus livros são: A logica Formal e Transcendental (1929); Conferencias Parisiense (1931) e A filosofia aritmética publicada em 1981, e dentre outrostrabalhos. Na base do pensamento filosófico de Husserl encontramos as seguintes influencias: Descartes, Franz Brentano, Bolzano e Leibniz. E serviu de influencia para Martin Heidegger, Karl Jaspers ambos seus alunos.
Poder falar sobre a nova fenomenologia neste tão venerado lugar da ciência francesa enche-me de alegria por razões especiais. Nenhum filosofo do passado teve, de fato, uma influencia tãodecisiva sobre o sentido da fenomenologia como o maior pensador da franca René Descartes. ( Husserl. P.1)
Fenomenologia palavra proveniente do grego(phainesthai) que quer dizer tudo aquilo que se apresenta ou o que se revela e logos: explicação, estudo, ou seja, e um estudo puramente descritivo do fenômeno, exatamente como se apresenta á nossa experiência. Tal palavra foi usada no começo pelofilosofo e matemático também alemão J.H. Lambert(1728/1777) que a caracteriza como a “ciência das aparências” e aplicado posteriormente por Hegel como “ciência da experiência da consciência” sendo esta a que Husserl recebe influencia. Fenomenologia e uma expressão que reporta logo a corrente filosófica contemporânea consagrada por Edmund Husserl que adquiri um significado totalmente novo nopensamento do século XX, ele junta os dois significados da fenomenologia que aparece em Kant e em Hegel. De Kant, Husserl deixa a asserção de que não conhecemos uma realidade em si, mas uma realidade como se apresenta á nossa razão, esta organizada e fundamentada a priori. De Hegel, Husserl mantem a noção de fenomenologia onde e a descrição do que aparece á consciência e a representação desse aparecer daconsciência para si. Portanto a fenomenologia segundo Husserl e a ciência dos fenômenos, uma forma de descrever os fenômenos que aparece imediatamente à consciência como forma de conhecimento do homem, ela se apresenta como uma função de método ou até mesmo um jeito de ver a essência de tudo que existe no mundo.
[...] numa palavra, todo o mundo concreto é para mim, em vez de existente, apenas umfenômeno de ser. Mas independentemente do modo como se atenha á pretensão de realidade deste fenômeno de ser, se ser ou aparência, ele próprio como meu fenômeno nada é, mas precisamente aquilo que toda a parte torna possível para mim o ser e a aparência. (Husserl. P. 6)
A fenomenologia husserliana tem como característica essencial à intencionalidade da consciência, e superar a oposição entre orealismo e idealismo. A intencionalidade é o que define a consciência, a consciência e um exercício intencional, é a essência do objeto e a intencionalidade, essa consciência é o sujeito do conhecimento. Na proporção em que ele volta-se para um objeto, fazendo uma relação com o objeto já formado, este objeto só apresenta sentido enquanto objeto da consciência, sendo que “toda consciência e...
tracking img