Meteoro na russia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1098 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
METEORO NA RUSSIA

Nome: Anderson dos Reis Nogueira
Nº: 5
Serie: 2ºA
Prof.: Cleber

Introdução

Esse trabalho ira apresentar sobre o ocorrido meteoro que caiu na Rússia e feriu muitas pessoas que estavam mais perto do meteoro, que foi mais ou menos mil pessoas que ficaram feridas nesse fato ocorrido.

Desenvolvimento

A expectativa era de que a notícia do dia seria a passagem “deraspão” de um asteroide de 45 metros pela órbita da Terra, conforme previsto por astrônomos um ano atrás. Porém, a queda inesperada de um meteoro de 15 metros na Rússia, roubou a cena de maneira espetacular e acordou a humanidade para o risco real – ainda que pequeno – de o planeta ser atingido sem aviso por objetos espaciais, com consequências potencialmente destrutivas.
Mais de mil pessoas,incluindo centenas de crianças, ficaram feridas pela passagem do meteoro sobre Chelyabinsk, na região central da Rússia, segundo informações do Ministério do Interior russo. A cidade, localizada a 1,5 mil km de Moscou, nos Montes Urais, tem 1 milhão de habitantes. A queda ocorreu às 9h20 do horário local (1h20 em Brasília).
A maior parte dos ferimentos foi causada por estilhaços de vidro, lançadoscontra as pessoas no momento em que a onda de choque gerada pelo meteoro arrebentou portas e janelas por toda a cidade.
Especialistas estimam que o meteoro tinha 15 metros de diâmetro e 7 mil toneladas de massa ao entrar na atmosfera terrestre, com uma velocidade de 64 mil km/h, segundo a NASA. Ao entrar na atmosfera, o atrito e o calor gerados pela resistência do ar fizeram o meteoro se desintegrargradualmente, fazendo-o brilhar e deixando o rastro de “fumaça” que aparece nas fotos e vídeos do evento.
Em um determinado momento, o calor e o atrito se tornaram tão grandes que o meteoro “explodiu” em uma bola de fogo superluminosa, produzindo uma energia equivalente à de 20 bombas atômicas, segundo cálculos preliminares de alguns cientistas. A atmosfera, felizmente, serviu como um escudo,absorvendo a maior parte dessa energia. A explosão ocorreu entre 30 e 50 km de altitude, segundo a Academia de Ciências da Rússia.
É possível que fragmentos do meteoro (chamados, então, de meteoritos) tenham chegado ao solo intacto. Um buraco de alguns metros de diâmetro na superfície congelada do Lago Chebarkul, a 80 km de Chelyabinsk, foi atribuído à queda de um pedaço do meteoro (foto acima).(Informação atualizada: Sim, vários fragmentos do meteoro já foram recuperados.).
Segundo os especialistas, não há nenhuma relação entre a queda do meteoro e a passagem do asteroide 2012 DA14, que foi a mais próxima desse tipo já registrada da Terra. Foi uma incrível coincidência os dois eventos terem ocorrido no mesmo dia.

A explosão luminosa é seguida de um grande estrondo, acompanhado pelapassagem de uma onda de choque supersônica que chacoalhou a cidade, arrebentou janelas e portas, balançou carros, jogou pessoas para trás, entortou placas e até derrubou o muro de tijolos de uma fábrica. Um efeito semelhante ao que é gerado pela passagem de aviões supersônicos, quando voam próximo do solo a velocidades acima da do som (1,2 mil km/h).
Muitas pessoas se feriram justamente porqueestavam com o rosto próximo às janelas, para ver o meteoro quando ele brilhou no céu.
“Houve pânico. Não sabíamos o que estava acontecendo. Íamos de uma casa a outra para ver se as pessoas estavam bem”, contou um morador, Sergey Hametov, à agência Associated Press. “Vimos uma grande explosão de luz, saímos para ver o que era e escutamos um grande estrondo.”
“As imagens são mesmo impressionantes”,disse ao Estado o astrônomo Sylvio Ferraz Mello, do Instituto de Astronomia da Universidade de São Paulo (IAG-USP), depois de assistir aos vídeos. “Um meteoro com essa luminosidade e essa dimensão não é algo tão comum; é um acontecimento ímpar, especialmente sobre uma área urbana.”
Segundo os especialistas, foi o maior meteoro a atingir a Terra em mais de um século, desde o evento de Tunguska, na...
tracking img