Metafisica da modernidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4346 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cap. 14: A Metafísica da Modernidade

1. As mudanças na modernidade

Chamamos modernidade ao período que se esboça no Renascimento, desenvolve-se na Idade Moderna e atinge seu auge na Ilustração, no século XVIII. O paradigma de racionalidade que então se delineia é o de uma razão que, liberta de crenças e superstições, funda-se na própria subjetividade e não mais na autoridade, seja do poderpolítico absoluto, seja da religião.
De fato, estava sendo gestado um novo período da história ocidental, com mudanças em amplo espectro; sociais, políticas, morais, literárias, artísticas, científicas, religiosas e também filosóficas. A contraposição ao pensamento medieval estimulou a recuperação da cultura greco-latina, agora sem a intermediação da religião, o que denotava a laicização dopensamento: se antes o foco da reflexão era a teologia, na modernidade prevalece a visão antropocêntrica. O século XVII representa, portanto, a culminação de um processo que modificou a imagem do próprio ser humano e do mundo que o cerca.

O que vemos afirmar-se na modernidade é uma característica importante do pensamento: o racionalismo, a confiança no poder da razão. E uma das expressões maisclaras desse rationalisme é o interesse pelo método, É verdade que o método sempre foi objeto de discussão na filosofia, mas nunca corn a intensidade e a prioridade que lhe dedicaram os filósofos do século XVII. Sob esse aspectos merecem destaque na filosofia as reflexões de Descartes, Bacon, Locke e, no âmbito da ciência, de Galileu, Kepler e Newton.

O debate culminou na crítica da razão levada aefeito por Kant no século XVIII. Desde então intensificou-se, quando diversas correntes filosóficas passaram a explicar a relação entre o sujeito que conhece e o objeto conhecido, ou seja, a teoria do conhecimento.

2. A questão do método

A revolução científica quebrou o modelo de inteligibilidade do aristotelismo e provocou o receio de novos enganos. Para evitar o erro, a príncipe. indagaçãodo pensamento moderno tornou-se a questão do método, que envolveu não só a revisão da metafísica, mas sobretudo o problema do conhecimento.
Até então os filósofos partiam do problema do ser, mas na Idade Moderna voltam-se para as questões do conhecer. Enquanto no pensamento antigo e medieval a realidade do objeto e a capacidade humana de conhecer não eram questionadas (exceto no ceticismo), naIdade Moderna o foco é desviado para a “consciência da consciência”. Antes perguntava-se: “Existe alguma coisa?”; “Isto que existe, o que é?”. Na modernidade o problema não é saber se as coisas são, mas se nós podemos eventualmente conhecê-las. Portanto; as perguntas são outras: “O que é possível conhecer?”; “Qual é o critério de certeza para saber se há adequação entre o pensamento e o objeto?”.Das questões epistemológicas, isto é, relativas ao conhecimento, deriva a ênfase que marcará a filosofia daí por diante. Na Idade Moderna, portanto, o polo de atenção é invertido: volta-se para o sujeito que conhece.
As soluções apresentadas a esse problema deram origem a duas correntes filosóficas, uma com ênfase na razão, outra nos sentidos.
• O racionalismo engloba as doutrinas que enfatizam opapel da razão no processo do conhecimento. Na Idade Moderna destacam-se como racionalistas: René Descartes — seu principal representante —, Espinosa e Leibniz.

• O empirismo é a tendência filosófica que enfatiza o papel da experiência sensível no processo do conhecimento. Destacam-se no período moderno: Francis Bacon, John Locke, David Hume e George Berkeley.
3 O racionatismo cartesiano: adúvida metódica

Descartes é considerado o “pai da filosofia moderna”, porque, ao tomar a consciência como ponto de partida, abriu caminho para a discussão sobre ciência e ética, sobretudo ao enfatizar a capacidade humana de construir o próprio conhecimento.

O propósito inicial de Descartes foi encontrar um método tão seguro que o conduzisse à verdade indubitável. Procura-o no...
tracking img