Metabolismo de proteinas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1692 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Instituto de Química de São Carlos – IQSC Universidade de São Paulo

Metabolismo de Proteínas
Disciplina: Bioquímica II Docente: Profa. Dra. Fernanda Canduri

Curso: Ciências Físicas e Biomoleculares
2º semestre/2010

Conteúdo
 

Digestão de proteínas da dieta Absorção e transporte dos aminoácidos às células




Degradação intracelular de proteínas
Desaminação dosaminoácidos
 

Transaminação Desaminação oxidativa As reações do ciclo



Ciclo da uréia




Regulação do ciclo da uréia




Origem dos aminoácidos
Outros compostos nitrogenados
2º semestre/2010

Visão geral do metabolismo

2º semestre/2010

Digestão de proteínas da dieta


A maior parte do nitrogênio da dieta é consumido na forma de proteína (vegetal ou animal) – cercade 70 a 100g ao dia As proteínas são muito grandes para serem absorvidas pelo intestino e, sendo assim, devem ser hidrolisadas até seus aminoácidos, os quais serão absorvidos As enzimas proteolíticas são produzidas por três órgãos: estômago, pâncreas e intestino delgado





2º semestre/2010

Digestão de proteínas da dieta


O estômago secreta o suco gástrico, que contém o ácidoclorídrico e a proenzima pepsinogênio: o ácido desnatura proteínas da dieta e ativa o pepsinogênio, formando pepsina O pepsinogênio é ativado também por outras moléculas de pepsina já ativas A pepsina libera peptídeos e alguns aminoácidos livres das proteínas da dieta
2º semestre/2010





Digestão e absorção dos aminoácidos


Ao entrar no intestino delgado, os polipeptídeos grandesproduzidos no estômago pela ação da pepsina são
subsequentemente clivados a oligopeptídeos e aminoácidos por um grupo de proteases pancreáticas: tripsina, quimotripsina, elastase e carboxipeptidases, todas secretadas na forma de

proenzimas e ativadas pela tripsina


A liberação e ativação das proenzimas pancreáticas é mediada pela secreção de colecistocinina e secretina Aminoácidos livrese dipeptídeos são absorvidos pelas células epiteliais intestinais, onde os dipeptídeos são hidrolisados antes de entrarem na corrente sanguínea





Os aminoácidos são metabolizados pelo fígado
2º semestre/2010

Transporte dos aminoácidos às células


A concentração de aminoácidos livres nos líquidos extracelulares é significativamente menor do que no meio intracelular Sistemas detransporte ativo são necessários para o movimento de aminoácidos do meio extra para o meio intracelular, sendo que há diferentes sistemas de transporte para diferentes aminoácidos



2º semestre/2010

Destinos dos aminoácidos

2º semestre/2010

Degradação de proteínas endógenas
As proteínas intracelulares devem ser marcadas para degradação pela ligação covalente com a ubiquitina Aubiquitina liga-se às proteínas destinadas a degradação O complexo protéico denominado proteossomo reconhece as proteínas ligadas a ubiquitina e as hidrolisam, liberando a ubiquitina livre As proteínas reconhecidas pelo proteossomo são degradadas até aminoácidos e peptídeos

Proteína a ser degradada

2º semestre/2010

Via catabólica de peptídeos endógenos e exógenos pelas peptidasespeptídeos

peptidases

aminoácidos

cetoácidos

2º semestre/2010

Os 20 aminoácidos

2º semestre/2010

A importância da glutamina e do glutamato
Em reações do anabolismo dos aminoácidos o grupo a-amino do glutamato e o grupo amino da cadeia lateral da glutamina são transferidos para outros compostos, na presença da PLP

2º semestre/2010

Transaminação


Transferência de grupoamino de um aminoácido para outro, através de um cetoácido Os aminoácidos são desaminados por transaminação: transferência do seu grupo amino a um cetoácido para produzir o cetoácido do aminoácido original e um novo aminoácido O grupo aceptor predominante é o cetoglutarato, produzindo glutamato e o novo cetoácido







O grupo amino do glutamato pode ser transferido ao oxaloacetato...
tracking img