Mercado de erp no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4590 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O mercado de ERP não sobreviverá sem SOAFonte: http://computerworld.uol.com.br/mercado/2007/03/21/idgnoticia.2007-03-21.8613101536/paginador/pagina_1
Ao contrário do que se imagina, o mercado de ERP está longe da saturação. Para Genesini, presidente da Oracle Brasil, o futuro está em arquiteturas arrojadas, flexibilidade e preço.
“O mercado SMB é um bicho difícil.” É com estas palavras queSilvio Genesini, há pouco mais de dois anos na gerência geral da Oracle Brasil, define o maior desafio da indústria de ERP no mundo. No cenário brasileiro, as gigantes SAP e Oracle competem com outros dois fortes concorrentes: Totvs e Datasul. Estas, com a flexibilidade, o preço e o conhecimento do mercado de pequenas e médias empresas. SAP e Oracle, por outro lado, tem poder de investimento para seadequar a este novo mercado. Veja, em entrevista exclusiva ao COMPUTERWOLRD, a opinião do líder da Oracle no Brasil, Sílvio Genesini.
CW – Com os fornecedores brasileiros em processo de fusão e a dificuldade em conquistar o mercado de SMB, do qual as empresas de ERP dependem para crescer, como você enxerga o panorama de ERP no Brasil nos próximos anos?
SILVIO GENESINI - O mercado de ERP, porincrível que pareça – até porque muita gente achava que ia dar sinais de esgotamento –, é um mercado que continua crescendo muito, por vários motivos. Primeiro porque, mesmo quem tomou uma decisão a algum tempo de implementar o ERP, não implementou todos os módulos. Então, é possível fazer investimentos em funcionalidades não atendidas, e em versões novas, com tecnologias novas. A migração é umaquestão crítica para quem já tomou a decisão. E o mercado ainda está atrasado para fazer estas atualizações tecnológicas.
Um outro ponto é que o conceito de ERP se estendeu. Saiu das verticais, de onde nasceu, como manufatura discreta e de processos, e foi para outras indústrias importantes, em que a decisão ainda não tinha sido tomada ou a adaptação seria muito difícil. Então, agora podemos pensar emvarejo, telecomunicações, utilidade pública, governo, bancos e finanças. Nestes casos, o ERP existe como ferramenta de backoffice, mas estas operações precisam de um sistema específico.
Então, o conceito de ERP, como sistema de gestão, que é um nome mais abrangente. Tem muita coisa em aberto ainda. Os provedores tradicionais de ERP querem ocupar todas estas indústrias. E por isso é precisooferecer soluções mais específicas. No caso da Oracle, todas as aquisições depois da Peoplesoft, que era uma empresa de ERP genérico, foram de nicho. A Retek, para varejo; a i-Flex, que é uma solução para bancos, entre outras. Todas são soluções para cobrir estes mercados, em que não necessariamente você tem um ERP completo, mas nestes outros segmentos, você acaba tendo um “best of breed” (expressão, eminglês, que significa melhor da marca) de soluções específicas.
E os sistemas de gestão certamente estão entre as três primeiras preocupações dos CIOs hoje, juntamente com segurança, adequações, governança e ERP (com o escopo mais abrangente). O movimento dos provedores de ERP nacionais é muito positivo. Primeiro, se fortaleceram, abriram capital. Há dois que são os principais, que são Totvs eDatasul. Duvido que apareça um terceiro tão forte. Eles são, por um lado, concorrentes. Por outro, parceiros. A Totvs, principalmente, vende seus sistemas com banco de dados Oracle. Eles são distribuidores Oracle.
Do ponto de vista de presença em mercado, para o Brasil, é uma solução bastante boa, porque fortalece as alternativas para o middle market. Hoje, no SMB, você tem as empresas maioresdescendo, como nós e SAP, temos Microsoft entrando, e duas boas alternativas brasileiras. Hoje, para que o mercado de SMB cresça e estoure, é preciso que tenha competição, soluções robustas, boas empresas que vão ficar no mercado por muito tempo e preço. A consolidação deste mercado é muito boa.
CW – A Oracle já olhou ou olha para essas duas empresas como comprador?
GENESINI - Não estou dizendo...
tracking img