Meodologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1324 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
VIOLÊNCIA INFANTIL
Art.5º (ECA) – Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligencia, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação e omissão, aos seus direitos fundamentais. (Art.1º, III, 3º, III e IV, e 5º, III, XLIII e XLVII, e, da Constituição Federal de 1988).
Art. 18º (ECA) – É dever de todos, velarpela dignidade da criança e do adolescente, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor.
“Onde não há dialogo; existe a violência”
Aos 11 anos ele deixou o desconforto da casa da mãe, na periferia de Campinas, e foi morar na rua. Três anos depois, prefere continuar sem ter onde morar, vagando pela cidade, a voltar à rotina de humilhação eviolência doméstica.
Ana é uma criança triste e arredia, não tem amigos e não aceita que ninguém se aproxime dela, brinca sempre sozinha e nunca olha nos olhos de ninguém. Ana era constantemente violentada sexualmente pelo padrasto e o irmão, desde os 08 anos, e o pior dessa historia é a mãe ser conivente com a situação. A psicóloga Adelaide Pinheiro que acompanha o caso de Ana diz que a menina éextremamente frágil, e terá acompanhamento psicológico o resto da vida. “Levei três anos para conseguir dar um abraço em Ana”. Diz a psicóloga com lagrimas nos olhos. O caso de Henrique e Ana (nomes fictícios) retrata um dos crimes que mais chocam a humanidade, o de maus-tratos e violência contra a criança e o adolescente. São infâncias interrompidas pelas mãos e mentes dos adultos que, pela regranatural da vida, deveriam protegê-las.
Cabe aos pais dirigir a educação dos filhos, tendo-os sob sua guarda e companhia, sustentando-os e criando-os. Os pais devem zelar bem estar dos filhos, suprindo-os em todas as suas necessidades, principalmente tratando-os com amar e carinho criando um lar harmonioso onde o alvo principal é o bem estar da criança. (Venosa, Silvio de Salvo. Direito de família /Silvio de Salvo Venosa. 7ª Ed. Pag. 292, São Paulo, SP. Ed. Atlas, 2007. – Coleção Direito Civil.)
A violência infantil é uma realidade presente na sociedade, e muito se debate e se discute sobre o tema, mas o fato é que a violência esta mais enraizada do que se imagina, pouco se resolve diante do que realmente acontece. A violência contra a criança e o adolescente é maior do que se pensa, poisgrande parte do que ocorre nos lares não é denunciada, pois fica encoberta pelo restante da família que não tem coragem de denunciar o agressor, seja por medo, vergonha ou conivência com a situação. Mas o lado vergonhoso desta história é que ela é praticada em muitos lares, por pais não possuem qualquer tipo de preparo psicológico para lidar com os filhos. Alguns pais consideram os filhos como umfardo indesejável, que veio para atrapalhar a vida do casal, algumas famílias são completamente desestruturadas devido ao desemprego, álcool e drogas, um triângulo extremamente perigoso em qualquer lar ou na vida social de qualquer pessoa ou família, e, é responsável pela desagregação e destruição de muitas famílias. A violência vem na maioria das vezes daqueles que deveriam dar abrigo e proteção.E a criança que esta em formação moldando a sua personalidade vê-se perdida sem o apoio que esperava dos pais, o que compromete de forma considerável a sua formação psicossocial. A violência contra a criança e o adolescente é marcada por formas distintas:
ü Violência física: É a mais visível e perceptível da agressão sofrida por uma criança, alguns pais descontam nos filhos todas as frustrações edificuldades que passam, a agressão é nas mais variadas formas desde surras com varas, pedaços de madeira, barras e ferro, cigarro acesso e etc.
ü Violência psicológica: É uma forma de violência que alguns psicólogos consideram de difícil detecção, e pode vir a marcar a criança para o resto da vida com um comportamento algumas vezes arredio, timidez excessiva, agressividade, dificuldades no...
tracking img