Mensagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1201 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Geografia
Modulo 4 – 5 – 6
Critérios para definir cidade:
* critério demográfico ( 8.000 de população )
* funcional: terciário (serviço e comércio); residencial e industrial;
* critério jurídico – administrativo, uma vila com sede de junta de freguesia tem maior possibilidade de passar a cidade, de que uma vila sem sede política.

Classificação de área urbana:
* APU – áreapredominantemente urbana – Lisboa e Porto
* AMU – área medianamente urbana – Valongo, Oliveira de Azemeis
* APR – área predominantemente rural – Stº Tirso, Arouca
Fases de evolução das cidades:
* Fase centripta: a população sente-se atraída pelo centro da cidade, uma vez que esta parece oferecer melhores condições de vida (oferta de emprego, por exemplo)
* Fase centrifuga: apopulação, por falta de condições de vida dignas, necessitou de procurar mais espaços na periferia da cidade. “Fugio para a cidade”

Tipo de plantas:
* Planta irregular: desorganizada, sem qualquer tipo de planeamento; o traçado das ruas é sinuoso e estreito;
* Planta radioconcêntrica: organizada em sentido circular em torno de um centro (normalmente mais antigo) e com vias rodoviárias desaída/acesso á cidade, com forma radial;
* Planta ortogonal: normalmente organizada, em quadrículas, dividindo o território em quarteirões idênticos e ruas paralelas e perpendiculares entre si;

Acessibilidade: envolve vários transportes; facilidade de aceder a determinado local.
Área funcional: aglomerado de funções/actividades.
Espaço rural: predominam as actividades do sector primário(agricultura, pecuária, pesca)
Espaço urbano: predominam as actividades do sector secundário (industria) e terciário (comércio)
Bimacrocefalia: Porto e Lisboa

Página 19, sebenta:
1 . Cidade é a forma de povoamento caracterizada por uma densa ocupação humana, um elevado índice de construção, uma intensa afluência de transito, uma grande concentração de actividades económicas e um elevado numerode equipamentos sociais e culturais.
Área suburbana: espaço periférico das cidades que resulta da expansão dos aglomerados urbanos para além dos limites administrativos. Caracteriza-se por uma densa ocupação do espaço, quer por população, quer por actividades económicas.
2 . As principais funções que as cidades podem assumir são: residencial, industrial e terciária.
3 . A cidade de Braga podeser associada a três principais funções, anteriormente referidas.
O miolo da cidade onde se situa a parte histórica desempenha a função terciária e residencial; em redor do centro desempenha a função residencial; e por fim na periferia pratica-se a função industrial, isto porque é uma cidade recentemente construída.

Áreas Terciárias
* 1º momento - CBD, concentração de serviços e comérciosna baixa da cidade, devido á concentração populacional urbana neste espaço.

* 2º momento – o sector terciário acompanhou as alterações das áreas residenciais. A população ocupa a periferia baixa para habitação e os serviços e o comércio acompanhou esse movimento.

* 3º momento – surge o conceito de concentração comercial. No caso do Porto, com a construção de pequenos shoppings egalerias (Brasília, Stop, Dallas…). Seguiu-se o conceito de grande centro comercial (em particular nos anos 90), sendo o Gaiashopping, o pioneiro de muitos (DolceVita, Arrábida, Parque Nascente…).
Estas grandes superfícies ocuparam grandes áreas e para tal deslocaram-se para a periferia, onde havia espaço e arrastavam consigo o desenvolvimento dessa envolvente, quer da rede de estradas, quer daconstrução para habitação. Ainda num momento intermédio, surge o conceito de shopping, no centro da cidade, como Via Catarina.
Áreas Residenciais
* 1º momento – desenvolvimento das aglomerações urbanas, devido á revolução industrial, que se fez sentir na Europa após a II guerra mundial, em que a industria se expandiu e procurou áreas mais populosas, uma vez que precisava de mão-de-obra. Este...
tracking img