Meningite

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4283 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DA MENINGITE MENINGOCÓCICA NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO (BRASIL) NO PERÍODO DE 1968 A 1974 *
Lygia Busch Iversson **

RSPU-B/295 IVERSSON, L. B. — Aspectos epidemiológicos da meningite meningocócica no município de São Paulo (Brasil), no período de 1968 a 1974. Rev. Saúde públ., S. Paulo, 10:1-16, 1976. RESUMO: Estudo epidemiológico da meningite meningocócica no municípiode São Paulo no período de janeiro de 1968 a junho de 1974. A partir de julho de 1971 uma epidemia causada pelo meningococo sorogrupo C ocorreu na área. Em abril de 1974 foi observado o início de uma segunda epidemia determinada pelo meningococo sorogrupo A. Os maiores coeficientes de morbidade durante o período estudado ocorreram: nos meses frios; nos distritos sanitários da periferia domunicípio; no grupo etário de 0 a 4 anos, no sexo masculino. No primeiro mês das duas epidemias diferiu significantemente o grupo etário mais atingido. A letalidade decresceu de 15,0% em 1968-1970 para 7,9% em 1971-1974. Ela apresentou, durante o período epidêmico, uma variação sazonal no sentido inverso ao da morbidade. UNITERMOS: Meningite meningocócica. Neisseria meningitidis. Epidemiologia. São Paulo,Brasil.

1. INTRODUÇÃO A meningite meningocócica foi observada pela primeira vez no município de São Paulo em 1906. segundo Junqueira 13. Desta data até 1945, de acordo com os registros existentes 2,22 , a moléstia manteve-se sob forma endêmica. Em 1945 teve início uma epidemia que perdurou até 1951, com um coeficiente anual de morbidade máximo, em 1947, de 25/ 100.000 habitantes 2 2 . Noperíodo de 1952 a 1970 voltou a níveis endêmicos, com coeficientes anuais de morbidade em torno de 2 casos por 100.000 habitantes. A partir de 1971, duas extensas epidemias de meningite meningocócica ocorreram na área metropolitana da Grande São Paulo. A primeira causada pelo meningococo sorogrupo C, se iniciou em julho de 1971. A segunda, determinada pelo meningococo sorogrupo A, foi observada a partirde abril de 1974, quando ainda persistia a primeira epidemia. A Fig. 1 mostra a variação secular da meningite meningocócica no município de São Paulo de 1935 a 1973.

* Parte de Dissertação para obter título de Mestre em Saúde Pública, apresentada à Faculdade de Saúde Pública, em 1975. ** Do Serviço de Epidemiologia do Departamento Regional de Saúde da Grande São Paulo e do Departamento deEpidemiologia da Faculdade de Saúde Pública da USP — Av. Dr. Arnaldo, 715 — São Paulo, SP, Brasil.

O presente trabalho descreve e analisa alguns caracteres epidemiológicos da moléstia no município de São Paulo no período de janeiro de 1968 a junho de 1974, quando foram notificados às autoridades sanitárias 4.431 casos confirmados. 1.2. Região estudada

de 25°C. A média mensal atinge seus valoresmínimos nos meses de maio e agosto 2 0 . A população era de 5.931.595 habitantes em 1970. de acordo com dados do Censo 21.
2. METODOLOGIA

A área estudada, o município de São Paulo 2 0 ocupa uma extensão de 1.509 km 2 . Situa-se na parte central da região metropolitana da Grande São Paulo, composta de 37 municípios. Pela divisão administrativa da Secretaria da Saúde, o município ficouconstituído por 13 distritos sanitários. O clima é tropical temperado de altitude, com uma temperatura média anual

Para este estudo epidemiológico, o termo meningite meningocócica refere-se a casos notificados ao Serviço de Epidemiologia do Departamento Regional de Saúde da Grande São Paulo (R1-E do DRS-1) como meningite meningocócica, meningite por diplococo Gram-negativo ou meningococemia. Os doentessão residentes no município de São Paulo e internados nos hospitais de 1.° de janeiro de 1968 a 30 de junho de 1974.

De acordo com levantamento feito por Morais e col.16, até julho de 1974, cerca de 90% dos pacientes foram internados no Hospital Emilio Ribas. O diagnóstico laboratorial da meningite meningocócica foi realizado no Instituto Adolfo Lutz, baseado no exame bacterioscópico...
tracking img