Memorial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1383 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ

TATIANA DA COSTA PESTANA

MEMORIAL DE FORMAÇÃO

Rio de Janeiro
2010

TATIANA DA COSTA PESTANA

MEMORIAL DE FORMAÇÃO

Trabalho de conclusão do Módulo 1. Disciplina: Conhecimento, Pesquisa e Ensino. Apresentado à Universidade Estácio de Sá. Curso de Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior. Profº. RenatoDornellas.

Rio de Janeiro
2010

MEMORIAL DE FORMAÇÃO

Meu nome é Tatiana da Costa Pestana, hoje com 23 anos. Sou a filha caçula de Evany Pinto Pestana e Daisy Suely da Costa Pestana, nascida e criada no Rio de Janeiro.

Recordo-me que quando tinha uns dois ou três anos de idade, quando ia levar meu irmão a escola com meus pais ou meus avós, sempre ficava chorando na porta da escola,pois queria ficar e não podia, devido a minha pouca idade e também porque naquela época não era admissível, pois naquela instituição só eram aceitas crianças a partir de 4 anos de idade. Fiquei nessa ansiedade para ingressar à escola por uns dois anos ainda.

Mas os anos se passaram, completei quatro anos de idade e chegou o meu momento de ir à escola, lembro-me como se fosse hoje, toda a minhafamília me levou para o meu primeiro dia de aula no Jardim Escola Tia Eliane: uma escola privada e pequena, onde funcionava apenas a Educação Infantil. Ficava próxima ao condomínio em que moro até hoje. Neste dia, minha mãe e meu avô ficaram muito preocupados, pois pensavam que eu não iria ficar na escola, mas aconteceu o contrário, eu entrei toda empolgada e nem se quer olhei para trás para medespedir deles. Eu queria era conhecer a escola, minha sala de aula, a professora e os colegas de turma. Foi um dia muito agradável. Nesta escola estudei por três anos onde fiz o Jardim II, o Jardim III e a Classe de Alfabetização.

Quando acabei a minha Educação Infantil, fui estudar na Escola Municipal Grandjean de Montigny, pois meus pais estavam passando por momentos difíceis e não podiampagar uma escola particular para mim.

Lá ingressei na Classe de Alfabetização novamente por ter apenas seis anos. Minha mãe mesmo inconformada me matriculou, mas eu teria que fazer a mesma série por mais um ano. Porém durante a fase de sondagem, a professora Miriam percebeu que realmente eu já estava alfabetizada, mas me manteve na turma por mais ou menos duas semanas. Só que ao passar asatividades para os alunos eu queria dar aula no lugar dela ou fazer pelos colegas, pois para mim não era mais novidade as tarefas. Então ela conversou com a diretora da escola e pediu a professora Elenice da 1ª série que fizesse um teste de leitura e de cálculos comigo. Após a realização do teste recebi os parabéns, pois estava apta a cursar a 1ª série. No ano seguinte, fui para a 2ª série com notasmuito boas, onde estudei com a professora Itaiquara. Já na 3ª série, estudei com a professora Rita: ela marcou muito a minha vida, despertou o meu interesse pela matemática e também em ser professora, pois era muito carinhosa e alegre. Foi a partir desse ano que comecei a formar a idéia de querer ser uma educadora no futuro.

Encerrei o meu primário nesta escola com a professora Carolina quetambém me ensinou muitas coisas. Ela era muito sábia e sua deficiência não a impedia em momento algum de ensinar e estar junto a seus alunos.

No ano de 1997, fui para o tão sonhado colégio em que meu irmão estudou o Instituto Santo Antônio, um colégio de freiras para cursar o ginásio. Nesta escola pude confirmar ainda mais a certeza que tinha em querer ser professora: nela tive excelentesprofessores, mas em especial os professores Inês e Francisco de matemática, pois a ensinavam como se a melhor coisa do mundo. Com eles só fui me apaixonando cada vez mais por esta disciplina que propõe desafios e raciocínio lógico.

Após a conclusão do meu ginásio (hoje Ensino Fundamental), fui estudar no Colégio Santa Maria, outra instituição católica e particular em município vizinho ao meu. Nele...
tracking img