Memorial descritivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5643 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO A DISTÂNCIA DE GESTORES ESCOLARES – PROGESTÃO
PAULA VIANA SOUZA

MEMORIAL DESCRITIVO

URANDI -BA
2011
PAULA VIANA SOUZA

MEMORIAL DE FORMAÇÃO

Memorial apresentado a Tutora Helena Nogueira de Lima pela cursista Paula Viana Souza da Unidade Escolar José de Oliveira Cunha participante do Programa deCapacitação a Distância de Gestores Escolares - Progestão, como um dos pré-requisitos para a conclusão do curso.

URANDI-BA
2011
SUMÁRIO

1. MINHA JORNADA EM DIREÇÃO À VIDA PROFISSIONAL 3
1.2 PRIMÁRIO 4
1.3 ENSINO FUNDAMENTAL 7
1.4 VIDA PROFISSIONAL 10
2.PROGESTÃO 14
2.1 MÓDULO I 14
2.2 MÓDULO II 15
2.3 MODULO X 16
2.4 MÓDULO IX 17
2.5 MÓDULO III 18
2.6 MÓDULO IV 18
2.7MODULO V 19
2.8 MÓDULO VI 20
2.9MÓDULO VII 21
2.10 MÓDULO VIII 22
3. CONSIDERAÇÕES FINAIS 24
4. REFERÊNCIAS .....................................................................................................25
1. MINHA JORNADA EM DIREÇÃO À VIDA PROFISSIONAL

Com objetivo de destacar a importância da memória e a contribuição dos memoriais, suscitando memórias da educação na infância, naformação dos estudantes, pesquisadores, como um recurso que possibilita trabalhar elementos da história social vivenciada pelos próprios sujeitos.
No ano de mil novecentos e setenta e sete ingresso na escola com sete anos de idade. Naquele tempo não havia escola particular no lugarejo onde eu morava: Várzea município de Baianópolis situado no sertão baiano, frequentei então a escola pública.Única daquele lugar. Menina, proveniente de uma família humilde e sofrida. Iniciei estudando a carta do ABC era essa o livro daquele tempo,me alfabetizei sem grandes dificuldades apesar de naquele tempo não ter os recursos dos dias atuais, digo isso porque acompanho as minhas filhas nas tarefas escolares o processo de ensino é completamente diferente isto é a metodologia usada na minha época dealfabetização difere bastante da de hoje é relevante ressaltar o significado de estudar brincando e dessa forma a criança já começa a ler muito antes do tempo previsto ainda mesmo no período da educação infantil.
Segundo Jean Piaget: Conhecimento se constrói. Acredito então que mesmo em tempos idos, sem recursos adequados, para se fazer uma educação de qualidade, fui bem orientada talvez por teruma professora comprometida com a educação e bastante feliz pelo que fazia ajudou-me então a aprender ler e escrever com facilidade.
Sempre fui uma menina disciplinada, obediente, o que talvez me ajudou a ser uma boa aluna e prosseguir bem na escola. Não continuei os estudos nessa mesma escola, pois mudamos para um outro lugar, fomos morar na zona rural.

1.2 PRIMÁRIO

Vem então o ingresso noprimário tempo de grandes dificuldades por conta da distância e falta de acesso para chegarmos na escola, esta ficava situada numa vilazinha. Íamos a pé, chegaríamos na escola já bastante cansados. Nessa iniciei o primário em classe multisseriadas. Não que não se aprende numa classe onde várias séries estão misturadas, o que muito deixa a desejar, pois são várias séries com níveis diferentes,enfim um trabalho um tanto complexo, assim não se é possível desenvolver - ló com uma boa estrutura o que naturalmente vem a influenciar no ensino aprendizagem. Fica difícil deslanchar os conteúdos que estão programados.
Dessa forma dificulta a base do educando. Nesse sistema acabei cursando primeira série.
Novamente mudamos de lugar, dessa vez para a cidade de Santa Maria da Vitória localizada noestado da Bahia. Nessa estudei a segunda série. Na Escola Evangélica Maria Rosa Magalhães, ali aprendi muito. Dona Rosa, minha professora, essa foi a predileta, pois tinha muita paciência com os alunos, demonstrava um carinho enorme por todos.
Sabemos que a base da matemática é o conhecimento das quatro operações. E foi com essa excelente mestra que aprendi a gostar de calcular, isto é somar,...
tracking img