Memorial de calculo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1434 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Projeto Elétrico
Ville Blanche
(memorial descritivo)

SUMÁRIO

1.DETERMINAÇÃO DA DEMANDA PROVÁVEL 3
2.DETERMINAÇÃO DA QUEDA DE TENSÃO. 5
3.CÁLCULO LUMINOTÉCNICO – GARAGENS DO 2º E 3º PAVIMENTO 7
4.DIMENSIONAMENTO DE ALIMENTADOR E CONDUTORES DO MOTOR DO ELEVADOR 10
5.DIMENSIONAMENTO DE ALIMENTADOR E CONDUTORES DO MOTORDA MOTO-BOMBA 12
6.ESPECIFICAÇÕES DO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS 13
7.DIMENSIONAMENTO DE CIRCUITOS E DISJUNTORES 14
TABELAS 15

1. DETERMINAÇÃO DA DEMANDA PROVÁVEL

1.1 Os cálculos de demanda provável são baseados na NT-03 da CELESC;

1.2 O dimensionamento dos componentes da entrada de serviço de energia elétrica das edificações de uso coletivodeve ser feito pela demanda provável.

1.3 Segue método para determinação da demanda provável;

DT = 1,2 (D1 + D2)

Sendo:

D1 = F x A
D2 = (B + C + D)

Onde:

DT = Demanda Total
D1 = Demanda dos Aptos. Residenciais
D2 = Demanda do Condomínio
A = Demanda por apartamento em função de sua área útil (Tabela nº 06 da NT03)
F = Fator de diversidade em função do nº deapartamentos (Tabela nº 07 da NT03)
B = Demanda referente a iluminação das áreas comuns (áreas do condomínio), aplicando os seguintes fatores de demanda: 100% para os primeiros 10 kW e 25% para as cargas acima de 10 kW. (utilizar F.P.=0,9).
C = Demanda referente às tomadas de corrente das áreas comuns (áreas do condomínio), aplicando o seguinte fator de demanda: 20% da carga total.
(utilizar F.P.=0,9).D = Demanda referente aos motores elétricos (Tabela nº 05 da NT03).

1.4 Cálculos:

D1 – Demanda dos apartamentos:

A: da tabela n° 06 (NT03): apartamentos 80m2 – 1,76 kVA/apto
F: da Tabela nº 07 (NT03): 17 apartamentos - 15,1 aptos

D1 = 1,76 kVA / apto x 15,1 aptos = 26,58 kVA

D2 - demanda do condomínio:

B - iluminação:
100% de 10 kW = 10 kW
25% de 8 kW = 2 kW

12 kW /0,9 = 13,3 kVA

C - Tomadas de corrente:
20% de 58,16 kW = 11,63 kW / 0,9 = 12,92 kVA

D - elevadores:
Da Tabela nº 05(NT03): 1 elevador com motor de 10cv = 11,54 kVA

Da Tabela nº 05(NT03): 1 bomba de 5 cv = 6,02 kVA

D2 - Demanda do condomínio: 13,3 + 12,92 + 11,54 + 6,02 = 43,78 kVA

DT - Demanda Total:

Demanda Total = 1,2 (D1 + D2)
Demanda Total = 1,2 (26,58 + 43,78)
DemandaTotal = 84,43 kVA

2. DETERMINAÇÃO DA QUEDA DE TENSÃO.

1.1 Os cálculos das quedas de tensão são baseados na NBR5410.

1.2 A queda de tensão é calculada entre a origem de uma instalação e qualquer ponto de utilização desta e é dada em relação ao valor nominal da instalação. Este cálculo tem por objetivo garantir o funcionamento adequado dos equipamentos de utilização ligadosaos circuitos terminais.

1.3 Em nenhum caso a queda de tensão nos circuitos terminais pode ser superior a 4%. Quedas de tensão maiores que as indicadas anteriormente são permitidas para equipamentos com corrente de partida elevada, durante o período de partida, desde que dentro dos limites permitidos em suas normas respectivas.

1.4 A queda de tensão é obtida através da seguintefórmula:

1.5 A tabela de queda de tensão (tabela 16, pag. 91 da apostila) apresenta as quedas de tensão ∆U em V/A.Km para as diversas formas de instalar. Apresenta ainda, separadamente, as quedas de tensão ∆U, para condutores isolados e cabos em eletrodutos metálicos e isolantes, uma vez que, por efeitos magnéticos a queda de tensão em condutores isolados ou cabos envolvidos poreletrodutos metálicos é maior do que a queda de tensão nos mesmos elementos envolvidos por eletrodutos isolantes.

1.6 Com todos os dados previamente calculados e com o auxílio da tabela supracitada, foram calculadas as quedas de tensão para cada circuito. Por exemplo, para o cálculo da queda de tensão do circuito da casa de máquinas, tem-se:

Ib = 44,8A

1.7 Através da tabela de...
tracking img