Melhoramento

Páginas: 11 (2518 palavras) Publicado: 3 de julho de 2013
Introdução
O tomate (Solanum lycopersicum L.) é originário da América do Sul e pesquisas apontam que já era cultivado pelos incas e astecas há cerca de 1300 anos.Ele pode ser cultivado em regiões tropicais e subtropicais em todo o mundo, tanto para consumo in natura , no cultivo envarado, como para a indústria de processamento, através do cultivo rasteiro.Destaca-se como a segunda hortaliçamais cultivada no mundo sendo superada apenas pela batata.
A região Sudeste é a maior produtora de tomate,com destaque para o estado de São Paulo, representando 60% da produção da região Sudeste. A segunda maior região produtora é a Centro-Oeste. O Estado de Goiás é o maior produtor do Brasil, (AGRIANUAL, 2008).
Sendo uma hortaliça intensa e extensivamente cultivada, o tomateiro é afetado porinúmeros patógenos que reduzem sua produtividade entre eles os vírus. Pelo menos 17 vírus, de 37 que apresentam importância econômica, pertencem ao gênero Begomovirus e têm a mosca-branca (Bemisia tabaci) como vetora.
No estado de São Paulo, um geminivírus com características diferentes do Tomato golden mosaic virus - TGMV, denominado Tomato yellow vein streak virus - ToYVSV, foi descritopor FARIA et al. (1997).
Uma maneira eficiente para amenizar o problema é a identificação de fontes de resistência às espécies de geminivírus que ocorrem no país, em outras espécies do gênero Solanum. Essas fontes de resistência podem ser incluídas em programas de melhoramento genético visando à obtenção de linhagens resistentes e tolerantes (FARIA et al., 2000)
O projeto teve por objetivosobter e selecionar híbridos experimentais F1 de tomate de mesa do grupo salada visando resistência ao Tomato yellow vein streak virus(ToYVSV) e avaliar o desempenho agronômico dos híbridos F1.
Inicialmente, o tomateiro era cultivado apenas como planta ornamental, pois seus frutos eram considerados venenosos, devido a sua cor avermelhada, intimamente relacionada, à época, com perigo e morteSabe-se hoje que o tomate contém um alcalóide, a tomatina, que se encontra em elevada concentração nas folhas e nos frutos verdes e que se degrada em componentes inertes nos frutos maduros (FILGUEIRA, 2000).
No Brasil, seu hábito de consumo foi introduzido por imigrantes europeus no final do século XIX.
O tomate pertence à ordem Tubiflorae, família Solanaceae e ao gênero Solanum.
De acordo comFILGUEIRA (2000), o tomateiro é uma solanácea herbácea, decaule flexível, piloso, cuja arquitetura natural lembra uma moita, com abundante ramificação lateral.
A arquitetura do tomateiro é caracterizada por dois tipos de hábito de crescimento. O tipo indeterminado ocorre na maioria das cultivares para a produção de frutos para mesa, que são tutoradas e podadas e cujo caule pode ultrapassardois metros 5de altura. O hábito determinado é característico das cultivares adaptadas especialmente para a cultura rasteira, cujos frutos destinam-se para a agroindústria e suas hastes atingem cerca de um metro de altura (FILGUEIRA, 2000).
De acordo com SILVA & GIORDANO (2000) suas flores são hermafroditas, o que aumenta a taxa de autopolinização.
O formato do fruto ( os frutos podem serbiloculares, triloculares, tetraloculares ou pluriloculares) define os tipos varietais do tomate de mesa no Brasil. Atualmente, consideram-se seis segmentos principais: santa cruz, salada ou saladete, caqui, italiano, cereja e penca (FERREIRA et al., 2004).
A cultura do tomateiro acumulou muitos ganhos genéticos com o melhoramento
de plantas, sendo cultivada em regiões mais remotas do mundo,apesar disso, apresenta
muitos problemas, principalmente fitossanitários.
Lycopersicom
esculentum L. chilense
L. hirsutum
L. peruvianum...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Melhoramento
  • melhoramentos
  • melhoramento
  • melhoramento
  • melhoramento continuo
  • melhoramento animal
  • melhoramento em suinos
  • Melhoramento genético

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!