Melatonina para enxaqueca

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2322 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ARTIGO DE REVISÃO

Melatonina, aminoácidos e a fisiopatologia da enxaqueca: a ponta ou o fragmento do iceberg?
Melatonin, aminoacids and migraine pathophysiology: the tip or a fragment of the iceberg?
Mario Fernando Prieto Peres Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein

RESUMO

O estudo das cefaléias vem se expandindo em diversas direções nas últimas décadas. Oconhecimento da fisiopatologia da enxaqueca avançou bastante, recentemente. Desde a teoria vascular das cefaléias até a integração dos sistemas cérvico-trigêmino-vascular e o mecanismo de sensitização central, muitos aspectos foram levantados e hoje são melhor entendidos. Os recentes achados da importância da melatonina na fisiopatologia das cefaléias e também a implicação dos aminoácidos excitatórios, emespecial o glutamato, abriram novas avenidas na pesquisa das causas da enxaqueca.
PALAVRAS-CHAVE

Enxaqueca, melatonina, glutamato, fisiopatologia.
ABSTRACT

Scientific knowledge in the field of headaches has grown significantly in recent years. Understanding of the pathophysiology of migraine has made important advances in several lines of reasearch. From vascular theory to thecervico-trigemino-vascular concept and the central sensitization mechanism, several aspects have been investigated and are now better understood. Recent findings regarding the role of melatonin in headache disorders and the implication of excitatory aminoacids, and glutamate in particular, have opened new avenues for migraine research.
KEY WORDS

Migraine, melatonin, glutamate, patophysiology.

UM BREVEHISTÓRICO
O estudo das cefaléias vem se expandindo em diversas direções nas últimas décadas. O conhecimento da fisiopatologia da enxaqueca avançou bastante recentemente. A primeira teoria descrita foi a do componente vascular das
16

cefaléias, descrita por Graham e Wolff,1 inicialmente em 1938, e melhor detalhada nas décadas subseqüentes. Na década de 70, Federigo Sicuteri2 levantou aimportância da serotonina nas cefaléias, hipótese que se mantém viva até hoje. Em 1984, Moskowitz3 concebeu a teoria trigêminovascular, integrando o neurônio ao vaso, ressaltando a influência de neurotransmissores e neuropeptídeos na deflagração do processo, como a bradicinina, a substância P, o peptídeo relacionado ao gene da calcitonina (CGRP), neuropeptídeo Y, que ganharam recentemente importantesaliados como o óxido nítrico e os aminoácidos excitatórios. Goadsby4 ampliou a discussão acrescentando também a influência das estruturas cervicais nos mecanismos geradores da dor, descrevendo o complexo cérvico-trigêminovascular. Com a descrição do professor Aristides Leão, um brasileiro de destaque na área da fisiopatologia das cefaléias, que relatou a depressão alastrante cortical, ou depressãoalastrante de Leão,5 pôde-se relacionar o fenômeno clínico da aura da enxaqueca com tal mecanismo, que, mais recentemente, pôde ser observado em estudos de neuroimagem funcional6 no ser humano. Através das ferramentas de neurofisiologia, sedimentou-se a importância da hiperexcitabilidade cortical, que explica a fotofobia, fonofobia, osmofobia presentes na enxaqueca. Dando um passo adiante, a teoria deque a irritabilidade do humor tão presente nos períodos críticos e intercríticos da enxaqueca seria também resultado de uma hiperexcitabilidade cortical mesolímbica.7 Com a avalanche de descobertas de mutações e polimorfismos relacionados à enxaqueca, o componente genético contribuiu para o entendimento da hiperexcitabiliMigrâneas cefaléias, v.8, n.1, p.16-19, jan./fev./mar. 2005

MELATONINA,AMINOÁCIDOS E A FISIOPATOLOGIA DA ENXAQUECA: A PONTA OU O FRAGMENTO DO ICEBERG?

dade cortical e da aura e abre a perspectiva de ser a enxaqueca uma doença de canais iônicos, assim chamada canalopatia.8 No entanto, outros sistemas também são sugeridos como importantes na fisiopatologia da enxaqueca através dos estudos genéticos. Stephen Peroutka levantou o importante papel da dopamina na...
tracking img