Meiose e mitose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6311 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Esse estudo se dispõe a esclarecer e abordar a importância do enfermeiro na assistência a gestante durante o pré-natal, dando ênfase e priorizando as consultas e as orientações transmitidas pelo mesmo durante essas consultas, visando uma assistência de qualidade e proporcionando uma gravidez tranqüila e saudável à gestante que procura esse tipo de serviço. Estáfundamentado em teorias adotadas pelos autores citados, os quais seguem a mesma linha de raciocínio, que é a defesa da importância de um enfermeiro na assistência as gestantes durante o período do pré-natal, conjuntamente com as informações obtidas através dos Manuais do Ministério da Saúde.
Atualmente é grande o número de mulheres que procuram os postos de saúde para iniciarem o atendimento noprograma de pré-natal. Sendo assim, o presente estudo justifica-se também na importância de abordar a necessidade atual de um atendimento de qualidade as gestantes que procuram atendimento em uma Unidade de Atenção Básica, priorizando o papel que o enfermeiro exerce na melhoria dessa assistência de enfermagem as mulheres durante a gestação, onde essas, através das consultas de pré-natal, serãoassistidas de forma integral, permanente e contínua, até o momento do parto.
A gestação provoca mudanças orgânicas e psicológicas próprias do processo fisiológico que caracteriza este período. Tais alterações devem ser acompanhadas por profissionais capazes de identificar, o mais brevemente possível, fatores de risco que possam sobrepor-se a estas alterações e comprometer o bem-estarmaterno-fetal. Dessa forma, permite-se adotar condutas adequadas e oportunas, para que a gestação culmine com a chegada de um recém-nascido saudável e uma mãe livre de complicações (VICTORA, 2001, p. 91).
O principal objetivo é que haja a reflexão sobre assistência básica oferecida às gestantes, propondo um atendimento diferenciado e de qualidade a partir das potenciais contribuições advindasdo profissional de enfermagem, em especial o enfermeiro, visando uma mudança nas unidades de saúde como uma proposição para o bem estar da mulher, e da família num todo, durante o período gestacional (ALVIN et al, 2007, p. 167-9).
A assistência pré-natal é de fundamental importância para o preparo da maternidade e não deve ser encarada apenas como uma simples assistência médica e simcomo trabalho de prevenção de intercorrências clínico-obstétricas e assistência emocional, ressaltando que a redução das taxas de morbidade e mortalidade materna e perinatal dependem significativamente de um acompanhamento de qualidade durante a assistência pré-natal (CUNHA et al., 2009, p. 221).
. O pré-natal é fundamental para o preparo da mulher a maternidade e não deve ser encarado comosimples assistência médica e sim, como trabalho de prevenção de agravos clínico-obstétricos e assistência emocional. O profissional que dá assistência pré-natal deve conhecer a fisiologia da gravidez, a fisiopatologia das intercorrências clínicas e as modificações emocionais do ciclo gravídico-puerperal (BITTAR, 2001. p. 23-31).
Atualmente, a Consulta de Enfermagem na rede básica desaúde é realizada de acordo com o roteiro estabelecido pelo Ministério de Saúde (2000), garantida pela Lei do Exercício Profissional e o Decreto no 94.406/87, o pré-natal de baixo risco pode ser inteiramente acompanhado pelo enfermeiro.
A consulta de enfermagem apresenta-se como um instrumento de suma importância, pois têm como finalidade garantir a extensão da cobertura e melhoria daqualidade pré-natal, principalmente por meio da introdução das ações de preventivas e promocionais as gestantes. É requerido, do profissional além da competência técnica, sensibilidade para compreender o ser humano e o seu modo de vida e habilidade de comunicação, baseada na escuta e na ação dialógica (RIOS, 2007, p.477-86).
Neste sentido é importante que o Enfermeiro estimule as...
tracking img