Meios corrosivos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2507 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPÍTULO 2 – MEIOS CORROSIVOS

Introdução:
A natureza do meio corrosivo que se encontra próximo da superfície metálica é de grande importância.
No caso de trocadores de calor, por exemplo, o meio corrosivo vai apresentar uma temperatura mais elevada na parte em contato imediato com a superfície metálica dos tubos.
Tal fato pode acarretar uma decomposição, nesta região, dos produtos usadospara tratamento da água, como no caso de polifosfatos que, em temperaturas elevadas se convertem em fosfatos e se depositam nos tubos provocando entupimento dos mesmos.
Os principais meios corrosivos são:

1 - ATMOSFERA
A importância da atmosfera como meio corrosivo, pode ser confirmada pelo grande número de publicações cintíficas sobre o assunto.
Em decorrência do custo elevado das perdas,estimados em cerca da metade do custo total, está sendo desenvolvido o projeto “Mapa Ibero-Americano de Corrosividade Atmosférica”, com o objetivo de caracterizar e classificar a corrosividade atmosférica de diversas estações distribuídas pelos países desta região.
Os EUA implementaram o programa de 10 anos de pesquisa, que estabeleceu como etapa inicial estudos envolvendo:
POLUENTES (SOX, NOX, O3e particulados.
MATERIAIS (estátuas e estruturas de valor cultural, metais e ligas, tintas, plásticos, concreto, mármore e granito.
QUESTÕES COMO:
▪ Ação da deposição ácida e poluentes associados a deterioração dos materiais.
▪ Taxa de danos nos materiais especificados.
▪ distribuição geográfica dos materiais sujeitos a deterioração.
▪ valor econômico dos danos.
▪proteção apropriada e estratégias de redução.
Países europeus estabeleceram programa de exposição durante oito anos paa quantificar os efeitos de poluentes atmosféricos em metais estruturais, mármore, revestimentos com tintas e contatos elétricos.
A ação corrosiva da atmosfera depende fundamentalmente dos fatores:
▪ umidade relativa;
▪ substâncias poluentes – particulados e gases;
▪temperatura;
▪ tempo de permanência;
Além deste fatores, devem ser considerados os fatores climáticos como intensidade e direção dos ventos, variações de temperatura e umidade, chuvas, insolação.
Em função do grau de umidade, a corrosão atmosférica é classificada em:
SECA ( Ocorre em atmosfera isenta de umidade, sem qualquer presença de eletrólito na superfície metálica. Tem-se lenta oxidaçãodo metal com formação do produto de corrosão, podendo o mecanismo ser considerado puramente químico.
EXEMPLO
Escurecimento do cobre ou da prata por formação de Ag2S ou CuS devido a presença de gás sulfídrico no meio.
ÚMIDA ( Ocorre em atmosferas com umidade relativa menor que 100%. Tem-se um fino filme de eletrólito, depositado na superfície metálica, e a velocidade do processo corrosivodepende da umidade relativa, poluentes atmosféricos e higroscopicidade dos produtos de corrosão.
MOLHADA ( A umidade relativa está perto de 100% e ocorre condensação na superfície metálica, observando-se que a superfície fica bem molhada, como por exemplo, chuva e névoa salina depositadas na superfície metálica.
OBSEVAÇÕES IMPORTANTES
UMIDADE RELATIVA ( A influência da umidade na ação corrosiva daatmosfera é acentuada, pois o ferro em baixa umidade praticamente não sofre corrosão; em umidade relativa em torno de 60% a processo corrosivo é lento, mas acima de 70% ele é acelerado.
SUBSTÂNCIA POLUENTES ( As partículas sólidas, sob a forma de poeiras na atmosfera a tornam mais corrosiva, porque pode-se verificar:
▪ deposição de material não-metálico;
▪ deposição de substâncias queretêm umidade;
▪ deposição de sais que são eletrólitos fortes;
▪ deposição de material metálico (formação de pilhas);
▪ deposição de partículas sólidas, que podem reter gases corrosivos sobre a superfície do material.
GASES ( Além dos gases constituintes da atmosfera, são frequentemente encontrados:
▪ CO e CO2, que em contato com água forma o H2CO3 que apesar de ser um ácido...
tracking img