Meio de cultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1230 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Disciplina: Análise Microbiológica de Alimentos – AULA 2 Profa. Dra Nágela F. Magave P. Siqueira/ Mestranda Simone Curvo Bett MEIOS DE CULTURA: Armazenamento: Os meios que serão utilizados para a realização das práticas são meios desidratados, estes são higroscópicos e sensíveis a umidade, calor e luz. Deterioram com mudanças bruscas de temperatura. Reconstituição: As condições de conservação dosmeios desidratados devem seguir as recomendações do fabricante. A reconstituição, assim como o armazenamento deve seguir as recomendações do fabricante. Como regra geral, deve-se preparar somente meio necessário para uma semana. Esterilização: É aceito como regra geral que um aquecimento breve a temperatura elevada é mais letal para os microrganismos e menos danoso para as substancias químicas.Recomenda-se 15 minutos a 121ºC Conservação dos meios preparados: A vida dos meios de cultura preparados varia consideravelmente. Os frascos cerrados com tampa de rosca com caldo ou Agar podem durar seis meses à temperatura de 12-16ºC. As placas de Agar devem ser armazenadas a 2-8ºC, em recipientes fechados, para evitar perda de umidade. É importante conservar todos os meios protegidos da luz. Nãocongelar.

1. Água peptonada Meio de enriquecimento não seletivo, recomendado para recuperar células de enterobactérias danificadas por processos físico-químicos, os que o alimento tenha sido submetido. Como diluente: realizar as diluições 1:10, 1:100 e 1:1000, dependendo do uso que se queira dar.

Fórmula (em gramas por litro) Peptona de carne 10.0 Cloreto de sódio

Instruções Suspender15,0 g do meio em 1 litro de água destilada. Misturar bem e distribuir. Esterilizar em 5.0 autoclave a 121° durante 15 minutos. C pH final: 7.2 ± 0.2

2.

Água peptonada tamponada

Meio de pré-enriquecimento para aumentar a recuperação de espécies de Salmonella danificadas de alimentos Fórmula (em gramas por litro) Caseína enzimática hidrolisada Cloreto de sódio Fosfato dissódico hidrogênioFosfato monopotássico hidrogênio Instruções 10.0 Suspender 20,0 g do meio em 1 litro de água 5.0 destilada. Misturar bem e distribuir. Esterilizar em 9.0 autoclave a 121° durante 15 minutos. C 1.5 pH final: 7.2 ± 0.2

3.

Caldo lauril sulfato triptose (LST)

Para detecção de coliformes em água, produtos lacticínios e outros alimentos. O LST proporciona um abundante crescimento com produção degás com pequenas concentrações de microrganismos do grupo coliformes. As bactérias esporuladas são completamente inibidas. A Triptose fornece substâncias essenciais para o crescimento, tais como compostos nitrogenados e carbônicos, sulfato e traços de elementos. O fosfato de potássio fornece sistema de tamponamento, enquanto o cloreto de sódio mantém o equilíbrio osmótico. Sulfato Lauril de Sódioinibe organismos que não sejam coliformes. Fórmula (em gramas por litro) Triptose lactose Cloreto de sódio Fosfato dipotássico Fosfato monopotássico Lauril sulfato de sódio Instruções 20.0 Suspender 35,6 g do meio em 1 litro de água 5.0 destilada. Misturar bem e distribuir em tubos 5.0 contendo tubos de Durham invertidos. Esterilizar 2.75 em autoclave a 121° durante 15 minutos. C 2.75 0.10 pHfinal: 7.2 ± 0.2

4. Caldo Escherichia coli (EC) Recomendado para enumeração seletiva de Escherichia COI presuntivo pelo Número Mais Prov[avel (NMP) de água, esgoto e alimentos. Triptose e caseína enzimática hidrolisada fornecem nutrientes de crescimento essenciais. Lactose é o açúcar fermentável. Sais de bile inibem as bactérias Gram positivas, principalmente Bacillus e Streptococcus fecais.Fosfatos de potássio controlam o pH durante a fermentação da lactose. Produção de g[as no tubo de fermentação dentro de 24 horas ou menos é uma evidencia presuntiva da presença de bactérias coliformes. Usado a 45,5 ºC para detecção de Escherichia coli proveniente de alimentos.

Formação de gás a 44,5 ºC ou 45,5 ºC – Escherichia coli, possivelmente outros coliformes também. Formação de gás a 37 ºC –...
tracking img