Meia idade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1039 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução.

A meia idade, em aspecto biológico, compreende o período da vida entre quarenta e sessenta e cinco anos. Mas se tratando de realidade psicológica, não existem datas pré-determinadas que estabeleçam as transições da vida. Cada indivíduo tem suas mudanças de fase de vida de uma maneira única, podendo variar de acordo com sexo, classes sociais, ambiente de vida, relaçõesinterpessoais, patologias psicológicas ou sociais, entre tantas outras circunstâncias, que só se torna impossível determinar o estágio de vida atual do indivíduo sem a realização de uma avaliação, seja por meio de entrevista, teste ou observação.
A meia idade é muito rica neste aspecto, uma vez que podemos encontrar nesta classificação: pessoas bem-sucedidas; pessoas bem resolvidas; pessoas frustradas sejamafetivamente, profissionalmente, financeiramente, socialmente; homens; mulheres; pessoas solteiras; avôs e avós; pessoas ativas; pessoas sedentárias; trabalhadores; aposentados; etc. Em nosso presente estudo, trazemos a conclusão resultante da entrevista com três mulheres, observada através dos conhecimentos técnicos obtidos em sala de aula, e por meio de leituras complementares.Desenvolvimento.
Existe um ditado popular que diz: “só aprende a dar valor quando perde”.

A meia idade pode ser caracterizada principalmente pela forma com que os indivíduos aprendem a valorizar as experiências, os momentos vividos e as pessoas. A partir desta etapa da vida, as pessoas começam a perceber que o tempo não volta mais, e ao mesmo tempo em que aprendem a utilizar da cautela de não arriscar tudo,aprendem também o real valor de cada coisa.
Neste aspecto de valorização, podemos notar a preocupação com as gerações futuras. O adulto que conquistou a maturidade da meia idade sempre quer aconselhar. Seja em sua parentela, ou mesmo qualquer jovem ao qual tenha liberdade de desenvolver uma conversa, o adulto tem o desejo de direcionar os mais jovens ao sucesso através de sua experiência, uma vezque em sua juventude, teve sucessos e fracassos, assim podendo indicar caminhos mais brandos do que os que ele seguiu, ou falando mais popularmente, “não permitindo que cometa os mesmos erros”. Porém esta preocupação não se estende apenas aos mais jovens. Em muitos casos, dependendo de suas ocupações rotineiras, eles se dedicam ao cuidado dos mais velhos. A valorização permite que um adulto meiaidade reconheça com muito mais maturidade os esforços que seus pais fizeram por ele do que um adolescente. Por esta razão, não só em nossas entrevistas, mas em observação da sociedade em geral, podemos observar o carinho que os cuidadores têm com os idosos.
Muitos dos indivíduos desta classificação buscam fazer uma análise de vida, e até mesmo realizar mudanças drásticas em seu dia-a-dia, quevariam muito de acordo com os desejos e condições que eles possuem até então. Alguns, como a Sra. Maria Madalena, buscam apoio na religião, outros, devido a insatisfação no matrimônio, se separam. Alguns voltam a estudar, outros abrem seu próprio negócio, enfim, buscam a sua realização, mas sempre com calma e planejamento. Mesmo quando não há possibilidades de se realizar mudanças drásticas de vida,seja por falta de escolaridade ou condições financeiras, sempre existe ao menos um desejo, assim como em todas as fases da vida, porém, desta vez são desejos mais realistas e maduros.
As relações interpessoais, embora não tão intensas, são mais bem reconhecidas, em comparação com indivíduos mais novos, uma vez que o adulto maduro percebe a sua importância. “Dê valor a família e as amizades quesão as únicas coisas que você tem de verdade...”. Quem, em sua juventude nunca ouviu um pai, tio ou mesmo avô dizendo esta frase? Isto se dá porque com a conquista da maturidade, o homem percebe que não pode viver sozinho. Toda aquela capa de autossuficiência cai por terra, uma vez que ao longo da vida ele teve revezes e por muitas vezes foi forçado a pedir ajuda. O adulto reconhece que uma...
tracking img