Megrimha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4469 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO
DE
LITERATURA


TEMA: Pré-modernismo
Contexto histórico e cultural
Monteiro Lobato
Resumo dos Contos


Pré-modernismo

Entende-se por Pré-modernismo o período que vai do início do século XX até a Semana de Arte Moderna (1922).
Esta designação é nova na historiografia brasileira. Seu conceito é amplo e algo impreciso: pré-modernistas seriamas obras que fugiram dos esquemas rígidos da tradição e problematizaram a sociedade e a literatura do tempo, antecipando, com isto, as conquistas do Modernismo. Os Sertões, de Euclides da Cunha, e Canaã, de Graça Aranha, marcaram o início de semelhante postura. Ambos foram publicados em 1902.
• Ruptura com o passado.
• Molda-se às transformações históricas => tendências queadotam a ingenuidade e o sentimento dos povos primitivos (=volta a sua origem).
• Anseio de independência e renovação
profunda, marcando o desgosto e a decepção
do homem com o passado.


PRÉ-MODERNISMO BRASILEIRO

Início do século XX: necessidade de transformação
nas artes (na temática e na linguagem literária),
ruptura com os moldes simbolistas eparnasianos

Euclides da Cunha
Monteiro Lobato
Lima Barreto
Graça Aranha
Augusto dos Anjos
Coelho Neto

TEMAS E AUTORES:


Imigração Alemã: Graça Aranha;

. Análise do sertanejo nordestino: Euclides da Cunha;

. Denúncia da miséria do Caboclo: Monteiro Lobato;

. Registro da miséria dos subúrbios cariocas: Lima Barreto;

. Poesia escatalógica: Augusto dos Anjos.


Contexto históricoe cultural

FATOS: UM PAÍS EM TENSÃO

- Revolução de Canudos (Bahia, 1896-97);
- O Ciclo do Cangaço (NE, 1900);
- O Misticismo do Pe. Cícero (Ceará, 1911-15);
- Revolução do Contestado (Sta. Catarina, 1914);
- O Ciclo da Borracha (Amazônia, 1870-1920);
- A Revolta da Vacina (Rio, 1904);
- A Revolta da Chibata (Rio, 1910);
- Greves dos operários (São Paulo, 1917);
-República da Espada (1889-1894);
- República do Café-com-leite (1894-1930).

Contexto histórico e cultural

← Enquanto a Europa se prepara para a Primeira Guerra Mundial, o Brasil começa a viver, a partir de 1894, um novo período de sua história republicana: com a posse do paulista Prudente de Morais, primeiro presidente civil, inicia-se a "República do café-com-leite", dos grandesproprietários rurais, em substituição a "República da Espada" (governos do marechal Deodoro e do marechal Floriano). É a áurea da economia cafeeira no Sudeste; é o movimento de entrada de grandes levas de imigrantes, notadamente os italianos; é o esplendor da Amazônia com o ciclo da borracha; é o surto de urbanização de São Paulo.


Mais história...
 Mas toda esta prosperidade vem deixar cada vezmais claros os fortes contrastes da realidade brasileira. É, também, o tempo de agitações sociais. Do abandono do Nordeste partem os primeiros gritos da revolta. Em fins do século XIX, na Bahia, ocorre a Revolta de Canudos, tema de Os sertões, de Euclides da Cunha; nos primeiros anos do século XX, o Ceará é o palco de conflitos, tendo como figura central o padre Cícero, o famoso "Padim Ciço"; emtodo o sertão vive-se o tempo do cangaço, com a figura lendária de Lampião.

...
O Rio de Janeiro assiste, em 1904, a uma rápida, mais intensa revolta popular, sob o pretexto aparente de lutar contra a vacinação obrigatória idealizada por Oswaldo Cruz; na realidade, tratava-se de uma revolta contra o alto custo de vida, o desemprego e os rumos da República. Em 1910, há outra importante rebelião,desta vez dos marinheiros liderados por João Cândido, o "almirante negro", contra o castigo corporal, conhecida como a "Revolta de Chibata". Ao mesmo tempo, em São Paulo, as classes trabalhadoras sob a orientação anarquista, iniciam os movimentos grevistas por melhores condições de trabalho.
   Essas agitações são sintomas de crise na "República do café-com-leite", que se tornaria mais...
tracking img