Mega reservas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4872 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Porque precisamos de megareservas na Amazônia
CARLOS A. PERES
Center of Ecology, Evolution and Conservation, School of Environmental Sciences, University of East Anglia, Norwich NR4 7TJ, United Kingdom. e-mail: c.peres@uea.ac.uk

RESUMO
A Amazônia brasileira enfrenta as maiores ameaças e apresenta as maiores oportunidades dos nossos tempos para a conservação da biodiversidade tropical.Considero vários aspectos de planejamento da conservação da biodiversidade em grande escala (p. ex., extração dos recursos, extensas áreas necessárias aos grandes predadores, migração de espécies, fogo e seqüestro de carbono) à luz do nosso parco entendimento dos padrões de distribuição das espécies no âmbito da bacia e da pouco conhecida biota amazônica. A persistência dessa biota no longo prazo émelhor atendida pela proteção integral e pelo desenvolvimento sustentável das reservas florestais, que estão incrustadas em uma matriz florestal benigna e extensa o suficientemente para dar sustento a um conjunto completo de espécies e aos processos ecológicos, em uma escala de paisagem. A proteção e o desenvolvimento controlado das florestas é urgente, devido à rápida aceleração das tendências deexpansão da fronteira agrícola em terras devolutas.

ABSTRACT
Brazilian Amazonia faces one of the greatest threats and opportunities for tropical biodiversity conservation of our times. I consider several large-scale issues in biodiversity conservation planning (e.g., resource extraction, large areas needed for top predators, species migration, fire, and carbon sequestration) Amazon biota. Thelong-term persistence of this biota is best served by strictly protected and sustainable development forest reserves that are both embedded in a benign forest matrix and sufficiently large to support a full complement of species and landscape-scale ecological processes. Given rapidly accelerating trends in agricultural frontier expansion into previously unclaimed public lands, protection andcontrolled development of forests is urgent.

I NTRODUÇÃO
Cerca de metade das florestas tropicais do mundo têm sido vítimas de cortes rasos desde a década de 1950 e, ainda assim, somente cerca de 7,2% são protegidas (Fagan, 2005). A Amazônia brasileira abrange em torno
MEGADIVERSIDADE | Volume 1 | Nº 1 | Julho 2005

de 40% da floresta tropical remanescente no mundo e tem a taxa absoluta dedesmatamento mais alta: em média, cerca 1,8 milhão de hectares por ano desde 1988 (INPE - Instituto Nacional de Pesquisas, 2004). Vastas extensões de floresta primária também estão sendo degradadas pela fragmentação do habitat, efeitos de



































































○○























































Peres |

175

borda, corte seletivo, incêndios, sobrecaça , mineração ilegal de ouro e outras atividades (Laurance & Peres, 2005). Os objetivos da conservação da biodiversidade em muitas regiões de florestas tropicais densamente ocupadas são em grandeparte restritos a pequenas áreas remanescentes de floresta primária, que já tenham sido definidas como reservas naturais. Em contraste, as últimas grandes regiões remanescentes de floresta tropical selvagem, como a bacia amazônica, podem ter seu quinhão nos problemas de conservação, mas mantêmse relativamente intactas (ver Peres & Lake, 2003). Portanto, grandes oportunidades estão aindadisponíveis para expandir, substancialmente, o sistema de reservas de floresta primária, desde que limitações financeiras, sociopolíticas e institucionais possam ser superadas. A Amazônia brasileira, de forma discutível, enfrenta as maiores ameaças e apresenta as maiores oportunidades para a conservação da biodiversidade da nossa época. Argumento que a persistência da biota amazônica em longo prazo seria...
tracking img