Medidas volumetricas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1719 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO
CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA – 1º PERÍODO

RELATÓRIO 1
MEDIDAS VOLUMÉTRICAS

ALUNOS:

Denise Ribeiro Machado,
Jairo Antônio Generoso,
Lucas vasconcelos morais,
RODRIGO CEZAR SILVA,
Sabrina Belém Dias,
Tiago lino oliveira.

GOIÂNIA, MARÇO DE 2011.
SUMÁRIO

1. RESUMO

2.INTRODUÇÃO

3. MATERIAIS E MÉTODOS

4. RESULTADOS E DISCUSSÃO

5. CONCLUSÕES

6. REFERÊNCIAS

1 RESUMO

Espera-se, a partir destes experimentos, obter prática laboratorial, seja no manuseio da pipeta volumétrica ou graduada, ambas sendo utilizadas em conjunto com a “pêra”. Pretende-se, ainda com vidrarias do laboratório, checar a precisão de suas medidas, de seus valores obtidos,comparando o resultado de uma vidraria com o de outra. Observa-se então necessário, para o sucesso da realização dos experimentos, saber-se verificar corretamente as medidas dos instrumentos, para a prova do que se deseja mostrar com o procedimento.
2 INTRODUÇÃO

Os químicos geralmente manipulam os reagentes utilizando vidraria de laboratório, como béqueres, balões, pipetas, provetas e buretas, quesão marcados com unidades de volume. O sistema adotado internacionalmente em ciência é chamado de Systéme International d' Unites (Sistema Internacional de Unidades), abreviado por SI. A unidade SI de volume é o metro cúbico (m³), que é grande demais para o uso diário no laboratório. Consequentemente, os químicos em geral usam o litro, simbolizado por L. Assim, um litro é definido como: 1 litro(L) = 1000 mL = 1000 cm³. O litro é uma unidade conveniente de se usar no laboratório, assim como o mililitro (mL). Uma vez que há exatamente 1000 mL e 1000 cm³ em um litro: 1 cm³ = 0,001L = 1 mililitro (1 mL). Ressalta-se que nas vidrarias utilizadas em laboratório os volumes são marcados em unidades de mililitros (mL).
No trabalho diário, com vidrarias em laboratório o químico deve ficar atentohá alguns conceitos em relação às “medições”, quanto à precisão, a exatidão e erros experimentais. A precisão de uma medida indica a concordância entre diversas determinações da mesma quantidade. A exatidão é a concordância entre o valor medido e o valor normalmente aceito para a quantia. E finalmente, o erro experimental é a diferença entre seu resultado e o valor aceito: Erro = valor determinadoexperimentalmente, valor aceito. Em geral, estabelece-se como padrão da exatidão todo o resultado que for determinado de forma reprodutível em diferentes laboratórios.
No curso de graduação de Engenharia Elétrica, cuja disciplina é Laboratório de Química, orienta-se, num primeiro momento, a identificar e manusear as seguintes vidrarias: Balão Volumétrico, Proveta ou Cilindro Graduado, Béquer,Erlenmeyer, Pipetas e Buretas Volumétricas, a fim de mensurarem-se volumes variados de água destilada. Com a utilização de vários equipamentos (vidrarias), para uma posterior análise dos procedimentos realizados em laboratório.
Ao mensurar volumes variados de água destilada em laboratório, com utilização de vidrarias, verifica-se:
* Possíveis erros relacionados à medição volumétrica,principalmente a olho nu, podendo ocorrer erro de paralaxe.
* Diferenciação entre as vidrarias em relação a sua utilização em laboratório, em determinados experimentos.
* Determinadas vidrarias possuem uma temperatura ideal (ao redor de 20º C), para serem manuseadas em laboratório.
* Diferenciações relacionadas ao diâmetro de certas vidrarias, que podem ocasionar erros nas medições volumétricas.* Classificar as vidrarias em relação ao seu carácter de maior ou menor precisão volumétrica.
O sucesso de cada experimento realizado em laboratório é consequência de uma correta medição em relação ao volume, massa, comprimento e utilização de equipamentos laboratoriais de maneira adequada, obedecendo-se ao Sistema Internacional de Unidades (SI).
3 MATERIAIS E MÉTODOS

Primeiro...
tracking img