Medidas em tempos de crise

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (888 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Medidas em tempos de crise: evite o inadimplemento de tributos, existem saídas melhores.
Sabe-se que um empresário, qualquer que seja o tamanho da empresa, ao administrar seu negócio o faz tomandoinúmeras decisões diariamente. Embora a maior parte delas surta efeito imediato, algumas delas geram conseqüências apenas alguns anos após tomadas, mudando o rumo inicialmente traçado peloadministrador.
As deliberações, em momentos de crise financeira, seja da pessoa jurídica, do setor atuante, ou mesmo do país no qual atua a empresa, por seu caráter intrinsecamente emergencial, são as quepossuem maior capacidade de deformação das estruturas da corporação.
Nesse momento é que a falta de planejamento se mostra patente na maioria das sociedades empresariais. Muitos dos administradores,compelidos pela falta de caixa e de capital de giro, antes mesmo de arriscar rediscutir dívidas com fornecedores, tomar empréstimos ou até efetuar cobranças de seus devedores duvidosos, vêem como soluçãouma medida que pode se tornar trágica: a abstenção temporária do pagamento de tributos.
O que, a princípio, pode parecer uma solução ágil e eficiente, pois corta instantaneamente uma considerável partedas despesas acumuladas mensalmente, haja vista nossa confiscatória carga tributária – em média, 47% do lucro das empresas são destinados ao pagamento de tributos –, ao analisarmos mais a fundo,tem-se que, de longe, é uma saída com potencial devastador.
Isso, porque, a exigência desses tributos, por parte do Fisco, seja Federal, Estadual ou Municipal, traz ao contribuinte três conseqüências quenão são compreendidas de início.
A primeira é que são acrescidos juros e multa ao tributo, quando verificado seu inadimplemento. Destarte, o montante determinado quando do lançamento da obrigaçãopode alcançar elevada cifra, dado o caráter repressivo das penalidades. Há de se lembrar que a correção não é somente a SELIC aplicada ao tributo, mas as penalidades que em alguns casos podem chegar...
tracking img