Medidas do governo brasileiro de estimulo a economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (305 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Medidas do governo brasileiro para estimular a economia
O governo brasileiro tem adotado várias medidas de estímulo a economia, sendo a maior parte para impulsionar a economiapelo consumo, estendendo e barateando as linhas de crédito.Com isso o governo espera uma mudança na atividade econômica.
Alguns exemplos destas medidas:
Redução do IPI paraautomóveis
O governo reduziu em até sete pontos percentuais para veículos dependendo do tipo e cilindrada. Esta medida foi para reduzir os preços de tabela e fazer promoções. Com issohaverá uma retomada das vendas estimulando a atividade econômica.
Redução do IOF para consumo
O governo reduziu de 2,5 % ao ano para 1,5 % ao ano a cobrança do imposto sobre operaçõesfinanceiras (IOF) para crédito ao consumo. Assim o governo espera que os bancos públicos e privados cortem as taxas de juros e reduzam o Spread bancário que é a diferença entre custode captação de recursos pelos bancos e quanto que cobram dos consumidores e empresas. Assim sendo o crédito ficará mais barato, levando as pessoas a consumirem mais.
Mudanças napoupança
O governo mudou as regras vigentes desde 1861, por novas regras. Sempre que a Selic for igual ou menor do que 8,5% ao ano, o poupador será remunerado pela taxa referencialda Selic e não mais pela rentabilidade fixa mínima de0, 5 % ao mês. Desta forma com esta alteração na base de cálculo da caderneta, o governo abrirá espaço para a queda de juros.Porque quanto menor for a Selic menor tendem a ser os rendimentos atrelados a este índice.
Liberação de compulsórios
O banco central diminui o volume de dinheiro que os bancos sãoobrigados a reter no depósito compulsório. O banco central terá cerca de 18 bilhões a mais em caixa, podendo assim oferecer linhas de financiamentos mais extensas e juros menores.
tracking img