Medicina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1169 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O álcool é obtido de várias formas diferentes tais como: na fermentação e destilação de frutas e alguns grãos (onde se originam as bebidas alcoólicas), combustíveis fósseis (obtendo óleo e gás natural) e na união de hidrogênio e monóxido de carbono (formando o metanol). Nosso organismo não o produz, e a sua metabolização é feita através do fígado. Durante este processo, o álcool é transformado emacetaldeído, e em seguida em acetato. A capacidade do corpo de metabolizar e elimina-lo estão relacionados com o sexo, o peso e a idade, portanto temos a capacidade de metabolizar apenas uma unidade de álcool por hora, o que equivale a um copo de cerveja.
O etanol produzido a partir de fermentação de leveduras, açúcares e cereais, possuem no seu fermento enzimas de levedura que transformamaçúcar em álcool, sendo o responsável pelas reações de transformação de glicose a etanol.
A bebida alcoólica é consumida por via oral, e atualmente na sociedade há um grande estímulo o seu consumo. Independente disso é importante conscientizar a população em relação aos perigos que acarreta para quem a consome. O álcool compromete partes do cérebro responsáveis pela memória, aprendizagem, motivação eautocontrole. É considerada uma droga depressora, ou seja, causa efeitos semelhantes aos da depressão.

O principal local de degradação do etanol é o fígado, onde a enzima álcool desidrogenase (ADH), transforma o etanol em etanal (alcetaideído) que é oxidado maia adiante em acetato pela enzima aldeído desidrogenase (ALDH). O acetato é então convertido a acetil-CoA pela acetate-CoA Ligase emuma reação dependente de ATP. A produção de acetil-CoA constitui a ligação entre degradação do etanol e metabolismo de intermediário. (COLOR ATLAS OF BIOCHEMISTRY, JAN KOOLMAN and Editora THEIME 02/2004).
O álcool é uma fonte de energia diferente de todas outras, pois não pode ser estocado no organismo. Como uma substância tóxica, deve ser eliminada imediatamente. Assim, o álcool tem prioridade nometabolismo, alterando outras vias metabólicas, incluindo a oxidação lipídica, o que favorece o estoque de gorduras no organismo, que se depositam preferencialmente na área abdominal. A participação calórica do álcool depende de sua forma de metabolização. A principal e mais usual via de metabolização do álcool é aquela que envolve a enzima álcool desidrogenase (ADH), cuja função é oxidação doetanol em acetaldeído.

Quando ingerimos bebidas alcoólicas, o etanol é levado a área digestiva por difusão, sendo cerca de 75 % é absorvido pelo intestino delgado, e cerca de 20 % absorvida pelo estômago, para depois ser metabolizada no fígado. A distribuição do etanol é rápida e uniforme, atingindo em cerca de cinco a dez minutos após a sua ingestão a corrente sangüínea, sendo que somente 2%do total absorvido é excretado no ar expirado, saliva, suor e urina. A taxa de absorção é influenciada por muitos fatores diferentes, por exemplo, o limite diário para um homem saudável é aproximadamente 60 g, o que equivale a quatro latas de cerveja, e para mulher aproximadamente 50g, o que equivale a três latas de cerveja, considerando uma ingestão diária regular de etanol. Estes valoresdependem do peso da pessoa, da saúde e do uso de medicamentos. Pessoas com peso corporal elevado e de maior idade usualmente possuem menor quantidade de água no corpo, de forma que a difusão nos tecidos é mais lenta e a concentração no sangue tende a ser mais alta. Por outro lado, a ingestão de bebidas junto com alimentos diminui a velocidade de absorção do etanol, enquanto que a combinaçãoálcool-medicamento pode provocar interações bastante danosas, dependendo da substância envolvida.
Vários estudos indicam que diferenças bioquímicas causadas pela ingestão constante de álcool ou que a concentração de enzimas específicas em homens e mulheres podem contribuir para pequenas diferenças na concentração de álcool no sangue em um determinado momento após sua ingestão.
No fígado, os níveis altos...
tracking img