Mecatronica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 155 (38630 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FATOR EXTRATERRESTRE
Jan Vall Ellam
ZIAN EDITORA
2004
Livro Disponibilizado Pelo Site [ www.enigmaster.kit.net ]

OBRAS DE JAN VAL ELLAM
Reintegração Cósmica - 1996/2002 *
Caminhos Espirituais - 1997/2002 *
Carma e Compromisso - 1998/2002 *
O Sorriso do Mestre - 1998/2002
Nos Céus da Grécia - 1998
Recado Cósmico - 1999
Nos Bastidores da Luz - 2000 / 2003
Muito Além do Horizonte -2001
Jesus e o Enigma da Transfiguração – 2002
* Da trilogia Queda e Ascensão Espiritual

Índice
07......................
13......................
31......................
48......................
57......................

Esclarecimento
Fonte da Vida
Isolamento Cósmico
0 Passado Misterioso
Estranhos Registros Históricos

65...................... Situação Política da Terra diantedo Cosmos
80....................... A Missão do Mestre
94....................... Rumo à Reintegração
105..................... Opção Final: “Atmosferizar” a Lua ou Marte
120..................... Abduções e Reparo Espiritual
132..................... Apego aos Conceitos Terrenos
144..................... Ótica e Ética Cósmicas
149..................... A Busca do Elo Perdido: O FatorExtraterrestre
163..................... Posfácio
169..................... Bibliografia
170..................... Projeto Orbum
172..................... Esclarecimento Estratégico

Esclarecimento
Uma Raça Planetária que sequer sabe ao certo como surgiu, de onde veio,
qual o significado da vida ou mesmo o que a espera, deveria ter um mínimo
de prudência ao analisar questões conceituais no campo dafilosofia
existencial. Entretanto, como se movidos por algum tipo de orgulho
doentio que nos cega e nos impede de analisar, com melhores critérios, o
universo que nos cerca, mesmo não sabendo "muita coisa a respeito de
coisa alguma", muitos pretendem afirmar, com toda pretensão, que somos
o centro da criação universal.
O conceito de antropocentrismo - palavra grega que entroniza o homem
como ocentro de todas as coisas - é uma herança direta da cultura grega,
ao tempo em que no seio daquele povo surgia, pela primeira vez na História
Ocidental, a tomada de consciência do homem sobre si mesmo, como
também, a busca de explicações racionais sobre a realidade que o envolvia.
Foi o início da ciência, da forma como a conhecemos na atualidade.
Contudo, lá estava uma idéia que terminou setransformando em ideal,

aspecto que contaminou de orgulho a lenta evolução do pensa mento na
busca de entender a função do ser humano diante da vida.
Em vez de ajudar a "compreender" essa função, o ideal antropocêntrico
foi transformado em pedra angular de uma formulação filosófica que,
apesar de equivocada, tornou-se fundamental para o progresso das idéias,
influenciando diversas áreas doconhecimento, notadamente as criações
artísticas e os postulados religiosos.
Como tudo o mais que se situa na tênue fronteira entre filosofia e
religião, o antropocentrismo, que de conceito havia sido transformado em
ideal filosófico, era agora uma crença imposta pelos mecanismos
dominantes das elites religiosas das diversas épocas da nossa História. E o
pior, tinha que ser aceita sob penade, quem a ela não se submetesse,
sofrer violências de toda ordem, em nome do doentio orgulho humano que
entronizou a si mesmo como uma "espécie criada à imagem e semelhança
do Criador", sem que, contudo, jamais tenhamos, enquanto espécie
biológica, compreendido o real significado desse conceito.
Tolo e desprovido de qualquer lógica, o orgulho intelectual do ser
terrestre continuou a produzirverdadeiras "pérolas da distorção da
inteligência" ao firmar em si mesmo o pretensioso papel de pontificar
sobre o que estava situado um pouco mais além do seu modesto horizonte
de percepção. Assim agia, mesmo sem sequer poder traçar conclusões
absolutas - fosse através de dogmas ou de postulados científicos - diante
do que lhe era possível perceber.
Conceitos dogmáticos sobre temas...
tracking img