Mauss

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1217 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MAUSS, Marcel. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac & Naify, 2003. Sexta parte: “As técnicas do corpo”, p. 399 – 422.

A intenção da obra é mostrar o corpo enquanto artefato cultural, na medida em que, é por meio da educação das necessidades e das atividades corporais que a estrutura social impõe sua marca sobre os indivíduos. Mauss diz que as ciências humanas deveriam olhar o modopelo qual toda sociedade impõe o indivíduo ao uso rigoroso de seu corpo.
Para deixar claro essas afirmações, a primeira parte do texto, intitulada “Noções de técnica do corpo”, inicia-se por dar significado ao termo “Técnicas do corpo” que assim se faz: “as maneiras pelos quais os homens, de sociedade a sociedade, de uma forma tradicional, sabem servir-se de seu corpo.” (p. 401). Através de açõescomo o nado, a marcha, o andar e a posição das mãos, Mauss afirma “todos esses modos de agir eram técnicas, são técnicas do corpo” (p. 407). Ao observar o exército foi possível perceber como a marcha britânica diferenciava-se da marcha francesa, ou mesmo da nossa, o que deixa evidente que “cada sociedade tem seus hábitos próprios” (p. 403).
O modo de andar nos EUA foi disseminado no cinema daFrança, e as jovens, mesmo francesas, passaram a caminhar como as americanas. Coloca-se que há uma educação no andar, bem como na posição das mãos. Por um simples fato da mão de determinada menina estar sobre os joelhos enquanto ela não está à mesa comendo, ou mesmo conservar a mesa o cotovelo junto ao corpo durante sua alimentação identifica-se como uma inglesa. Ainda, se estiver com os cotovelosem leque apoiados à mesa, é uma francesa. Assim, técnicas corporais associados à nacionalidade nos permitem diferenciar sociedades (inglesa da francesa, por exemplo). Isso ocorre porque cada sociedade possui um padrão de cultura a ser seguido, a qual impõe a todos os seus membros.
Segundo Mauss, não é possível ter uma visão clara de todos os fatos com uma simples consideração, mas sim fazendo umtríplice ponto de vista biológica, psicológica e sociológica. É o ponto de vista do homem total. Um ato interessante citado pelo autor e que é pertencente a cada um de nós, é a arte de imitar. As pessoas imitam “atos bem-sucedidos que ela viu ser efetuados por pessoas nas quais confia e que tem autoridade sobre elas” (p. 405). Todo esse conjunto, o de imitador e imitado é condicionado pelos trêselementos.
Para concluir todas essas evidências, percebemos que estas técnicas de corpo são típicas do ser humano enquanto ser cultural pertencente a uma sociedade que lhe impõe todo e qualquer fato. Esta é a distinção existente entre o homem e o animal, visto que o homem é dotado de tais técnicas e pode transmiti-las aos seus sucessores. Todos os atos que por nós são executados são criados pelaeducação a que fomos submetidos, pela sociedade a qual fazemos parte e conforme o lugar que estamos.
Já a segunda parte do texto Mauss trata do “Princípio de classificação das técnicas do corpo”. A partir disso destaca-se que elas se dividem quanto a alguns aspectos. Considera-se primariamente que as técnicas variam entre os sexos. O exemplo observado foi a maneira com que ambos fecham o punho(o homem deixa o polegar para fora, enquanto que a mulher o coloca para dentro). Talvez isso ocorra porque a mulher não foi educada para tal fenômeno. Ou talvez exista a identificação de duas sociedades distintas – a sociedade dos homens e a sociedade das mulheres.
As idades também constituem uma variável no contexto que se segue. Atos que executamos quando crianças não são possíveis de serexecutados quanto na idade adulta (como o ato de agachar, por exemplo). Isto confirma que a época e o tempo em que os fatos ocorrem determinam a diferença crucial das técnicas corporais executadas pelos indivíduos. O autor relata que as técnicas variam quanto ao adestramento. “Essas técnicas são, portanto as normas humanas do adestramento humano” (p. 410).
Para finalizar este bloco, Mauss afirma...
tracking img