Matrizes energeticas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5796 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. CONSUMO DE ENERGIA NO BRASIL

Além do desenvolvimento econômico, outra variável que determina
o consumo de energia é o crescimento da população – indicador obtido tanto pela comparação entre as taxas de natalidade e mortalidade quanto pela medição de fluxos migratórios.
No Brasil, entre 2000 e 2005, essa taxa teve uma tendência de queda relativa, registrando variação média anual de 1,46%,segundo relata o estudo Análise Retrospectiva constante do Plano Nacional de Energia 2030, produzido pela Empresa de Pesquisa Energética.

Ainda assim, a tendência do consumo de energia no período foi de crescimento: 13,93%. A exemplo do que ocorre no mercado mundial, também neste caso o movimento pode, portanto, ser atribuído principalmente ao desempenho da economia. O Produto Interno Brutodo país, no mesmo período, registrou um crescimento acumulado de 14,72%, conforme dados do Ipea.

A série histórica constante do Balanço Energético Nacional de 2008, do Ministério de Minas e Energia, mostra, aliás, que em todo o período que vai de 1970 a 2007, de uma maneira geral a tendência tem sido de expansão do consumo global de energia (o que abrange derivados de petróleo, gás natural,energia elétrica, entre outros). De 1990 a 2007, o crescimento acumulado foi de 69%, com o consumo total passando de 127,596 milhões de tep para 215,565 milhões de tep.

Nem mesmo em 2001, ano marcado pelo racionamento de energia elétrica, o consumo global de energia registrou recuo: passou de 171,949 milhões de tep para 172,186 milhões de tep (aumento de 0,14%), acompanhando a taxa de crescimentodo PIB nacional, de 1,3%. Mas, este comportamento foi beneficiado pela utilização de outros tipos de energia, visto que o consumo de energia elétrica registrou uma queda de 6,6% em 2001.

De acordo com o BEN 2008, os derivados de petróleo eram os principais energéticos utilizados no país em 2007 – um Comportamento verificado ao longo dos últimos anos. Se somados óleo diesel, gasolina e GLP(gás liquefeito de petróleo), o consumo atingiu 76,449 milhões de tep, diante de um consumo total de 201,409 milhões de tep. Foi muito superior, portanto, ao da energia elétrica que, ao atingir 35,443 milhões de tep, registrou aumento de 5,7% em relação ao total de 2006, de 33,536 milhões de tep.

É interessante notar, porém, que enquanto gasolina automotiva registrou recuo de 1,0% entre um ano eoutro, o consumo de etanol aumentou 34,7% ao passar de 6,395 milhões de tep para 8,612 milhões de tep. Etanol e bagaço de cana foram, inclusive, os grupos a registrar maior variação no período, como mostram a Tabela 1 abaixo e o Gráfico 1.1 a seguir, o que justifica a consolidação da cana-de-açúcar como segunda principal fonte primária para produção de energia no país.

|TABELA 1- Consumo finalenergético por fonte (10³ tep) |
|Fonte |2006 |2007 |Variação |
|Eletricidade |33.536 |35.443 |5,7% |
|Óleo diesel|32.816 |34.836 |6,2% |
|Bagaço de cana |24.208 |26.745 |10,5% |
|Lenha |16.414 |16.310 |-0,6% |
|Gás natural|13.625 |14.731 |8,1% |
|Gasolina |14.494 |14.342 |-1% |
|Álcool etílico |6.395 |8.612 |34,7% |
|GLP |7.199...
tracking img