Matriz ge

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1189 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MATRIZ GE-MCKINSEY

Amauri Ignaczuk - amauri.ig@hotmail.com

RESUMO: Este artigo apresenta a origem da Matriz-GE seus critérios, apresentação gráfica, avaliação e ponderações de dados coletados, mostra como fazer sua leitura e apresenta algumas limitações as quais está sujeita.

Palavras Chave: Estratégia. Lucratividade. Participação de Mercado Força Comercial.

1. INTRODUÇÃO
Paraadministrarmos de forma eficaz, devemos estar atentos as oportunidades a nós apresentadas. Ao gerenciar grupos de empresas precisamos saber em quais negócios vale à pena investir tempo e principalmente dinheiro, devemos analisar com olhos críticos potencialidades, pontos fracos e principalmente o meio onde estamos inseridos, é imprescindível conhecer o poder de nossos concorrentes e a fatia de mercadoque detemos. A matriz GE vem de encontro a esse anseio, sendo bastante útil para avaliar quais Unidades de Negócios de uma organização devemos investir.

2. ORIGEM DA MATRIZ GE
Na década de 60 era conhecida como Matriz dos três vezes três, por ter nove quadrados divididos por três zonas: Alto, Médio e Baixo. Mas foi aperfeiçoada pela General Eletric devido ao fato da matriz anterior BCG,deixar a desejar em alguns aspectos, mostrando- análises incompletas ou pouco abrangentes em alguns pontos.

Em resposta as limitações do modelo BCG, a General Eletric (GE) e a consultoria McKinsey desenvolveram um modelo de portfólio sobre forças da empresa e a atratividade do setor. A matriz do modelo GE compara as UEN (Unidade Estratégica de Negócios) com alta, média ou baixa. (CHURCHILL e PETER,2000, p. 96).

Figura 1: Exemplo da Matriz 3x3
Fonte:Deguate

Os três aspectos considerados como uma evolução na Matriz-GE em relação à Matriz BCG são:

1) A atratividade do mercado: inclui uma gama maior de fatores que apenas o crescimento do mercado medindo a atratividade da indústria.
2) A força competitiva: também inclui uma gama maior de fatores que apenas participação de mercadomedindo a posição competitiva de cada unidade de negócio.
3) É composta de uma grade 3x3 sendo mais sofisticada que a grade 2x2 da Matriz-BCG.


3. CRITÉRIOS
Os critérios para determinar o poder de atração do setor ou atratividade do mercado (fatores externos) e a força da unidade de negócio ou força competitiva do negócio (fatores internos) são:

Atratividade do setor (FatoresExternos):
Taxa de crescimento anual do setor
Caráter cíclico do setor
Lucratividade Histórica do setor
Oportunidades e restrições macro-ambientais particularmente relevantes para o setor
Tamanho total do setor
Sazonalidade do setor
Intensidade da competição
Predisposição do setor a sindicalização
Grau de inovação no setor

Critérios para a força da unidade de negócio (Fatores Internos)Participação de Mercado
Lucratividade da empresa
Custo operacional por unidade
Desempenho de pesquisa e desenvolvimento de processos
Qualidade de produtos
Talento dos administradores e funcionários
Crescimento da participação no mercado
Capacidade operacional
Know how tecnológico
Desempenho em pesquisa e desenvolvimento de produtos
Reputação de marcas
(WRIGHT, KROLL E PARNELL, 2000 p.172).

4. APRESENTAÇÃO
Os fatores são apresentados no gráfico de acordo com duas dimensões principais: Atratividade do Setor: que é o eixo horizontal e Força da Unidade de Negócio: que é o eixo vertical. O que acaba colocando as UN’s (Unidades de Negócios) mais atrativas no canto superior esquerdo e as que devem ser desinvestidas no canto inferior direito.
Essa ampla análise do ambiente nosmostra os riscos e oportunidades que em diferentes Unidades Estratégicas de Negócios estão sujeitas.


Figura 2: Atratividade de Unidades de Negócio na Matriz-GE
Fonte: Autores (Baseado na Estrutura da Matriz GE)

5. AVALIAÇÃO E PONDERAÇÃO DOS FATORES

As tabelas são construídas através da escolha de fatores que a companhia considera importante em cada uma das dimensões (Força do...
tracking img