Materiais plasticos na construção civil

Introdução
Após tomar conhecimento de uma substância chamada nitrato de celulose ( “descoberta” em 1845, em Basileia, Suíça, por C.F Schonbein), Alexander Parkes desenvolveu um novo material que poderia ser usado em estado solido, plástico ou fluido, por vezes duro como marfim, opaco, flexível, impermeável, durável e colorável, que podia ser usado em utensílios e ferramentas, que se viria adesignar por Parkesine ( C. 1855, com patente registrada em 1961).
Seria contudo John Wesley Hyatt o verdadeiro impulsionador da introdução deste novo produto no mercado. Pese embora não ter sido seu verdadeiro inventor, foi Hyatt quem desenvolveu a produção e aplicação industrial do celuloide de Parkes, quando em 1869, se propôs encontrar um substituto do marfim das bolas de bilhar.
Em 1872surgiria pela primeira vez a designação Celuloíde , marca que obterá um sucesso tão grande nos anos seguintes que virá a ser o nome que definirá as matérias plásticas feitas de celulose e não somente estas..
Em 1909 Leo Hendrik Baekeland concebeu uma resina plástica pelo processo de condensação, que seria o primeiro plástico completamente artificial, batizado em sua homenagem com o nome de baquelite. Abaquelite era um material sintético, totalmente produzido em laboratório, ao contrario do celuloide que era feito a partir da celulose e de outras matérias vegetais. O plástico artificial de Baekeland, ou baquelite largamente usado até ao presente, era algo de formidável, com um considerável potencial de negocio, pelo que rapidamente proliferaram imitações com o proposito de serem concorrenciaise que gerariam uma serie de conflitos de patentes a que Baekeland sentiu necessidade de por cobro, pelo que, propôs a fusão de todos os produtores, formando uma grande concentração empresarial da qual esteve à frente. A banquelite tornar-se-ia o material de base a milhares de ovos produtos, como ainda hoje sucede, tendo o plástico destronado o aço no papel de símbolo da indústria.
Foi contudo como contributo de um dos pioneiros no estudo dos polímeros, Hermann Staudinger, que se abriu caminho para o seu desenvolvimento, a partir do reconhecimento de que estes são constituídos por ligações covalentes, as quais apelidou de macromoléculas. Embora inicialmente mal aceires por alguns cientistas, gerando inclusive discussão ao longo dos anos vinte do século XX, as teorias de |Staudingeracabariam por vingar junto da comunidade cientifica de então. Até porque, ao contraio dos percursores Parkes e Hyatt cujas invenções foram casuais, ele provaria que a razão estava do seu lado através de demonstrações experimentais com raios X dos vários polímeros existentes na altura.
No segundo quartel do século XX, em virtude dos conhecimentos, entretanto apurados e do estimulo de desenvolvimentoinerente as Grandes Guerras, constituídos por macromoléculas, que obtivera e continuaram ater grande sucesso comercial.
Nos últimos cinquenta anos a indústria das matérias plásticas desenvolveu-se imenso e viria mesmo a superar a indústria do aço. Matérias como poliestireno, o polietileno, o poli cloreto e vinilo (PVC), a poliamida (Nylon), ou a polipropileno, fazem parte do quotidiano de todos,independentemente da sua condição social e estão quer nas mais remotas aldeias quer nas grandes cidade. O desenvolvimento da indústria dos plásticos foi de tal maneira vertiginoso que se assistiu a substituição progressiva dos matérias tradicionais e tornou possível a realização de aplicações absolutamente fantásticas como, por exemplo, um motor de combustão interna feito de plástico, ou uma barreiratransparente contra raios X.

POLÍMEROS
Embora apenas se tenha começado a sintetizar polímeros no século XIX, eles já eram usados pelo homem desde a pré-história, alias os polímeros naturais, assim designados por se formarem naturalmente, sempre tiverem um papel importante ao longo dos tempos na medida em estão presentes, entre outras coisas, no suporte essencial da vida, a alimentação. As...
tracking img