Materiais perfulo cortante

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3395 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Siglas

 




HIV: Aids

HBV: Hepatite B

HCV: Hepatite C

 

 

 

 

 

 

 




Introdução:







Foi realizada uma pesquisa sobre Acidentes de Trabalho com Material Perfurocortantes entre os Profissionais de Enfermagem.Os profissionais de enfermagem executam tarefas deassistência contínua e direta com os pacientes, diante desta relação fica susceptível a contaminação por material biológico, onde os principais acidentes são por inoculação percutânea mediada por agulhas ou instrumentos cortantes.Pois estão expostos a inúmeros riscos ocupacionais causados por fatores químicos, físicos, mecânicos, biológicos, ergonômicos e psicossocias, que podem causar doenças ocupacionaise acidentes de trabalho. O profissional em contato com esse material patológico resultado de um acidente ocasionado pela manipulação de material perfurocortante pode vir a contrair doenças como HIV, hepatite B e hepatite C. O uso dos IPIs se faz necessário  e a disponibilidade de caixas coletores para o descarte do material evitando também o enchimento excessivo , sendo a substituição dessascaixas feitas pelo funcionário próprio e treinado para essa função , e não pelo profissional de enfermagem.

O trabalho tem como objetivo identificar os acidentes causados por materiais perfurocortantes, os fatores que podem levar a ocorrência desses acidentes e os sentimentos e as emoções dos profissionais causados pelo acidente ocupacional.




Metodologia:




Foi feita umapesquisa no Google Acadêmicos onde usamos a frase acidentes de trabalho com materiais perfurocortantes com profissionais de enfermagem. Nessa pesquisa foi encontrados 105 artigos no qual foi escolhido três destes artigos pois os mesmos fazia a discussão sobre o mesmo assunto.




 No primeiro artigo que tem como tema  “A PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE OS ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIALPERFUROCORTANTE ENTRE TRABALHADORES DE ENFERMAGEM” , foi realizada uma investigação nas bases de dados Lilacs e Medline , nos últimos 16 anos, referente ao estudo dos acidentes  de trabalho com material perfurocortantes  e a identificação dos fatores que acarretam tais acidentes de trabalho. Os profissionais de enfermagem durante o atendimento aos pacientes estão expostos a fatores químicos, físicos,mecânicos, biológicos, ergonômicos e psicossociais, que podem vir causar doenças ocupacionais e acidentes de trabalho. O maior risco do pessoal da saúde é o acidente com materiais perfurocortantes, que expõe o mesmo a microorganismo patogênicos, sendo a doença de maior incidência com esses profissionais a Hepatite B.

Com o surgimento da AIDS o Controle de Infecções Hospitalares e SaúdeOcupacional passaram a se preocupar com a exposição desses profissionais ao sangue, após uma enfermeira inglesa ter contraído o vírus da AIDS após uma picada acidental de uma agulha. Segundo o Centers for Disease Control a quantidade a acidentes nos hospitais causados por materiais perfurocortantes na saúde é de 384.325 casos, e o risco de contaminação com o vírus do HIV é de 0,3%, da Hepatite B é de6% a 30% e Hepatite C de 0,5% a 2%. As conseqüências de uma picada acidental não apenas preocupações com relação às infecções, mas também com o lado psicológico do profissional, relacionamento social e familiar, efeitos de drogas profiláticas, entre outros.

Contudo sejam consideráveis as descobertas feitas e a informações dos riscos ocupacionais, HIV, Hepatite B e Hepatite C osprofissionais da saúde, principalmente, os de enfermagem tem apresentado resistência a utilização dos equipamentos de proteção individual. Quando ocorrido um acidente de trabalho no Brasil deve ser feito um comunicado imediatamente por meio da Comunicação de Acidentes de Trabalho (CAT).

Foi realizado um levantamento bibliográfico onde foram analisados 55 artigos sendo 39 internacionais e 16...
tracking img