Matemática nas séries iniciais: dificuldades de aprendizagem

MATEMÁTICA NAS SÉRIES INICIAIS: DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

Joyce Gouveia de Barros
2010200193

RESUMO
Como professora de matemática do ensino fundamental ciclo II (5ª a 8ª séries) e vivenciando a transição dos alunos das series iniciais, pude perceber que no cotidiano das salas de aula os alunos têm certa dificuldade na aprendizagem, quando este, está relacionado com conceitosmatemáticos. E que muitas vezes, iniciam na 5ª série ou 6º ano, sem saber as operações básicas, ou o mínimo fundamentais. Nesse trabalho preocupa-se em discutir sobre como o processo de ensino-aprendizagem da Matemática deve acontecer nos alunos dos Anos Iniciais da Educação Básica com significação. Porque é importante que os alunos das Séries Iniciais do Ensino Fundamental construam o pensamentológico-matemático de forma organizada. Fazendo relação do que eles conhecem do seu convívio sócio-cultural com o que a escola ensina, além de fornecer elementos básicos para a participação desses alunos para a vida em sociedade. Hoje, entende-se que uma educação de qualidade só é alcançada pelo aluno se o professor levá-lo a refletir sobre situações que o rodeia no mundo real, na busca de fazer com que essealuno vislumbre a aprendizagem seja matemática ou não fazendo relações.

Palavras-chave: Matemática; ensino; dificuldade de aprendizagem.

INTRODUÇÃO
No ambiente escolar, a educação da matemática é vista como uma linguagem capaz de traduzir a realidade e estabelecer suas diferenças. Na escola a criança deve envolver-se com atividades matemáticas que a educam nas quais ao manipulá-las eleconstrua a aprendizagem de forma significativa, pois o conhecimento matemático se manifesta como uma estratégia para a realização das intermediações criadas pelo homem, entre sociedade e natureza. É de extrema importância, na realização do trabalho pedagógico, levar em consideração dois fatores: o conhecimento prévio dos alunos, ou seja, devemos relacionar os conceitos matemáticos com situaçõesvivenciadas por nossos alunos - isto implica em tentarmos aproximar os conceitos matemáticos a situações práticas dos nossos alunos -, e também admitir (reconhecer) que uma linguagem mais próxima aos alunos fará com que o processo de ensino-aprendizagem seja mais facilitado.
Mas, a construção desse conhecimento pelos alunos ainda está muito longe porque a prática desenvolvida por muitos professoresainda é tradicional, a prática deles não leva seus alunos a construírem uma aprendizagem voltada para a realidade. Infelizmente o ensino da Matemática, em muitas escolas e por muitos professores, ainda está direcionado para atuar como um instrumento disciplinador e excludente. No entanto as críticas, que se levantam contra os vários aspectos do ensino da Matemática, vêm, em todo o mundo, ocasionandodebates que levam os profissionais da área a repensar o seu papel e a procurar novas estratégias didáticas. Eles buscam atividades matemáticas que sejam realmente educativas e não meramente um treino em uma linguagem sem sentido para o aluno.
Se o professor conseguir trabalhar nessa linha, a Matemática será um instrumento de primeira para educar o indivíduo socialmente. Mas ainda, ela será uminstrumento ímpar para trabalhar sua formação. Profissionais da área que se preocupam em desmistificar o ensino da Matemática acreditam que é possível alcançar esses objetivos desde que seja levada em consideração a realidade das influências sofridas pelos alunos em sala de aula de Matemática.
Assim, para levar o aluno a aprender, é necessário fazer que o objeto da aprendizagem lhe se agradável edivertido. A criança gosta de movimentar-se, conversar, perguntar, brincar, colorir, cantar, jogar e, principalmente, agir. Além de satisfação e alegria, é necessário compreender que a criança tem que se formar para enfrentar o mundo a sua frente. O conhecimento matemático tem que ser construído pelo aluno por meio de atividades que lhe despertem o interesse para aprender. Fazendo relações do...
tracking img