Matemática chinesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1803 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MATEMÁTICA CHINESA

Para que o leitor se situe no tempo em relação à história da matemática chinesa vamos resumir os principais períodos da história chinesa anterior a 1644:
- Período Shang (c. de 1550 –1027 a. C).
- Período Chou (1027 – 221 a. C) considerado pelos chineses como sua era clássica;
- Dinastia Chin ( 221 – 206 a.C);
- Dinastia Han (206 a.C –221 d.C);- Dinastia pós- Han (221 –c. 600); implantação do budismo
- Dinastia Tang (618- 960); invenção da imprensa
- Dinastia Sung(960- 1279);
- Dinastia Yuan ( 1279- 1368);
- Dinastia Ming ( 1368- 1644)
Embora as civilizações da China antiga sejam provavelmente posteriores à civilização egípcia e babilônica, muito pouco material de natureza primária oriundo delas chegouaté nós. Isso em virtude de os povos da época, com certeza, fazerem muitos de seus registros em bambu, uma material perecível. Além disso, o egoísta imperador Shi Huang – Ti, com o objetivo de se tornar conhecido como o mais inteligente de todos os imperadores, ordenou em 213 a.C a queima de todos os livros de matemática. Seu plano era que queimando os livros os sábios com certeza escreveriamnovos livros, e como os antigos haviam sido destruídos, todos pensariam que a Matemática teria sido inventada em seu reinado (outra versão é a de que o imperador ordenou a destruição de todos os livros do país, bem como a execução em praça pública daqueles que se achassem intelectuais, porque se o gosto pela leitura se expandisse, em breve não existiria mais ninguém disposto a plantar arroz nasmargens do rio Amarelo). A despeito de ameaças e represálias severas, o objetivo do imperador não foi levado a efeito completamente; mas como muito dos livros queimados foram reconstituídos de memória, hoje há dúvidas sobre a autenticidade de grande parte do material bibliográfico que se alega ser anterior àquela data infeliz. Por conseqüência, muito de nosso conhecimento sobre a matemática chinesaprimitiva baseia-se em informações orais e interpretações posteriores de textos originais.
O estudo da antiga matemática chinesa também é dificultado pela falta de traduções e todos nós, que não somos sábios chineses ou apenas chineses, temos de nos contentar com as informações que se podem conseguir nos livro publicado em 1913 pelo matemático japonês Yoshio Mikami ou no publicado em 1959 porJ. Needham ou então em artigos especiais.
Um relato da história da matemática chinesa antiga começa no período Shang, com algumas inscrições em ossos e carapaças de tartarugas que revelam um sistema de numeração decimal bastante próximo do antigo sistema multiplicativo chinês- japonês. A matemática chinesa girava em torno de cálculos e as operações aritméticas elementares eram efetuadas emtábuas de contar: o familiar ábaco chinês
O mais importante dos textos de matemática chinesa antiga é o Chui-Chang Suan-Shu ou Nove Capítulos sobre a Arte Matemática, de Chuan Tsanom (200 a.C) que data do período Han. Nele estão estabelecidos os traços da matemática antiga da China. A matemática dos Nove Capítulos consiste principalmente num conjunto de problemas aplicados com regras gerais paraa sua solução. O trabalho, que é rico em conteúdo, consta de 246 problemas sobre agricultura, procedimentos em negócios, engenharia, agrimensura, resolução de equações e propriedades de triângulos retângulos. São dadas regras de resolução, mas não há demonstrações no sentido grego.
Um resumo do conteúdo de cada um dos capítulos é dado a seguir:
1. Questões de agrimensura, com regrascorretas para as áreas do triângulo, do trapézio e do círculo onde ( era considerado com o valor 3;
2. Porcentagem e proporção;
3. Regra de sociedade e regra de três;
4. Determinação de lados de figuras, incluindo cálculos de raízes quadradas e cúbicas;
5. Volumes;
6. Problemas de movimento e ligas;
7. A regra da falsa posição;
8. Sistemas de equações lineares e...
tracking img